Marca do Crea-PR para impressão

Promovido pelo Crea-PR, 25º Fórum de Docentes aproxima atividade profissional do meio acadêmico

24 de setembro de 2018, às 12h25


Imagem ilustrativa para Promovido pelo Crea-PR, 25º Fórum de Docentes aproxima atividade profissional do meio acadêmico

Estiveram presentes em Guarapuava, na última semana (19, 20 e 21), mais de 200 profissionais, docentes e alunos para acompanhar o 25º Fórum de Docentes. Promovido pelo Crea-PR, em conjunto com o Colégio de Instituições de Ensino – CIE, e o Colégio de Entidades de Classe – CDER, o evento visa a aproximação da área acadêmica com as novas práticas adotadas no âmbito da educação.

Na primeira noite do evento (19), a comunidade universitária acompanhou as palestras: “Programa de Alta Performance Campo Real”, ministrada pelo Pró-Reitor de Planejamento e Administração do Centro Universitário Campo Real, Engenheiro Civil Adailton Marcelo Lehrer, e “Os desafios para os novos projetos pedagógicos de cursos de Engenharia diante do novo perfil de jovens estudantes”, proferida pelo Presidente do Crea-BA, Eng. Civ. Luis Edmundo Prado de Campos. (matéria aqui)

Na quinta-feira (20),o destaque foram as três oficinas temáticas oferecidas aos participantes. A oficina “Metodologias ativas de aprendizagem no ensino de Engenharia”, abordou a utilização dessas metodologias como uma possibilidade de desenvolver competências fundamentais para a formação de profissionais para o mercado de trabalho. A “Google for education: possibilidades didáticas na Engenharia”, mostrou como as ferramentas da plataforma podem facilitar o trabalho dos docentes no dia a dia. Já a “Educando para acessibilidade”, trouxe a importância do ensino de normas e leis de acessibilidade.

Na sexta-feira (21), o professor Dr. Marco Aurélio Cercal ministrou a palestra “Nova Era da Educação: Verdades que se redefinem precisam de pessoas que se reinventem”, abordando a importância do domínio da linguagem digital para ressignificar a realidade social. De acordo com Cercal, enquanto os docentes utilizarem a mesma leitura de mundo, estarão munidos das mesmas estratégias.

“A nossa geração é digital e estamos utilizando metodologias analógicas, isso não vai funcionar. O novo ambiente é novo para todo mundo, somente a experiência não vai dar conta. Para ler o mundo novo, é preciso desenvolver uma nova linguagem, como se fôssemos aprender um novo idioma. Portanto, é isso que os professores terão que fazer a partir de agora: se reeducar e aprender uma nova linguagem, uma linguagem digital”, explica.

No evento também foram apresentados os melhores trabalhos de conclusão de curso do Paraná, escolhidos por membros dos colegiados. Entre as 14 pesquisas selecionadas, uma era de Guarapuava. O trabalho “Projeto e desenvolvimento de um sistema fotovoltaico autônomo voltado à área rural”, é de autoria dos engenheiros Hugo Fernando Magalhães de Figueiredo e Lucas Podolak, orientados pela docente Lilian Rosana Kermer Schultz, do curso de Engenharia Elétrica do Paraná, da Faculdade Guarapuava.

Neste ano, o Fórum trouxe como novidade a 1ª edição do Prêmio Inovação e Boas Práticas, que visa reconhecer ações inovadoras desenvolvidas por Instituições de Ensino Superior (IES) paranaenses. A premiação contou com a participação de quatro universidades: Centro Universitário de União da Vitória (UNIV), Faculdade Mater Dei, Faculdade Fatecie e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). A iniciativa vencedora, proveniente da Faculdade Mater Dei, aborda o Fundo de Integração e Desenvolvimento do Mercosul (FOCEM). De acordo com o professor da instituição e engenheiro civil Vitor Guerra, o projeto abrange diversos municípios e visa financiar programas para promover a convergência estrutural.

Confira os vencedores:

1° Lugar Eng. Civ. Vitor Guerra (foto), Professor na Faculdade Mater Dei, apresentou o Projeto Focem. 
“O Projeto abrange os municípios de Bom Jesus do Sul e Barracão, no Paraná; Dionísio Cerqueira em Santa Catarina; e Bernardo de Irigoyen, na província de Missiones na Argentina. Ele visa financiar programas para promover a convergência estrutural, desenvolver a competitividade e promover a coesão social, em particular das economias menores e regiões menos desenvolvidas; apoiando o funcionamento da estrutura institucional e o fortalecimento do processo de integração”
2° Lugar Eng. Quim. Flávia Letícia Moissa (foto), representante do Centro Universitário de União da Vitória – UNIUV, apresentou o “Engenharia Ambiental e a Química Verde”.
“Com este Projeto, visamos integrar o curso de Eng. Amb. Com a questão da ‘Química Verde’, tentando criar uma conscientização ecológica nos estudantes de engenharia. O foco deste projeto é a reutilização de óleo de cozinha para a fabricação de sabão ecológico”
3° Lugar Coordenador do Curso de Eng. Civ. da Unioeste, Eng. Civ. Júlio Pacheco Neto (foto).
“A nossa Boa Prática ocorre através de uma doação a municípios de baixa renda dos projetos de segurança e proteção contra incêndios feitos pelos nossos alunos do 3°, 4° e 5°ano. A ideia é auxiliar os municípios que tem pouca capacidade de executar esse tipo de serviço”
4° Lugar Orlando Dionini Filho (foto), Geógrafo e professor – Projeto “Civil Fatecie Pintando Sonhos”, da Faculdade Fatecie
“Visamos estudar o melhoramento das condições precárias encontradas nos lares e ambientes de vivências de idosos. O projeto foi feito pensado na melhoria tanto hidro sanitárias, quanto na estrutura física do local”

26º Fórum de Docentes

Ao final do evento, o Presidente do Crea-PR, Engenheiro Civil Ricardo Rocha, destacou a importância do Fórum para o desenvolvimento profissional de toda a categoria. “O primeiro Fórum de que participei foi em 1996, e vejo como esse evento ajudou no meu desenvolvimento e a trazer ideias inovadoras para dentro da universidade onde atuo. Muito do que eu trago da carreira de docente já foi discutido nesse Fórum. Por isso, considero o evento de muita importância e vejo que os professores também enxergam dessa maneira”.
Encerrando sua fala, Ricardo fez a revelação da próxima sede do Fórum de Docentes. Em 2019, o evento, que está previsto para os dias 19 e 20 de setembro, será sediado no Centro Universitário Dinâmica das Cataratas, em Foz do Iguaçu, e passará a ser chamado “Fórum de Docentes e Discentes”.

Confira o vídeo do anúncio.

 

Confira as fotos do evento.

Compartilhe este conteúdo

Marca do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea Marca da Mútua Selo do Acesso à Informação Marca da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-PR - CMA Marca do Portal de Informações SEI! Crea-PR

Marca do Programa Casa Fácil Marca da Biblioteca Virtual do Crea-PR Marca do CreaJr-PR Marca do Portal da Educação Marca do ProCrea Marca da Revista Técnico-científica do Crea-PR Marca do Sistema de Informações Geográficas do Crea-PR - SIG Marca da Ouvidoria do Crea-PR

Marca do Crea-PR

Site do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) - 2018
www.crea-pr.org.br

Site desenvolvido com o CMS de código aberto WordPress e customizado por Assessoria de Comunicação Social do Crea-PR (ACS)

Voltar ao topo