Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/11-cep-palestras-e-debates/>.
Acesso em 10/08/2022 às 01h31.

11º CEP: primeiro dia debate infraestrutura, atuação profissional e inovações tecnológicas

6 de julho de 2022, às 21h35 - Tempo de leitura aproximado: 7 minutos

primeiro-dia-cep-crea-parana

Iniciou nesta quarta (06), em Foz do Iguaçu, o 11º Congresso Estadual de Profissionais, com a participação de representantes de instituições do Sistema Confea/Crea e Mútua e lideranças da área. Este primeiro dia contou com a abertura oficial e os painéis sobre Infraestrutura, Atuação Profissional e Inovações Tecnológicas.

O presidente do Crea-PR, Eng. Civ. Ricardo Rocha, falou da importância de cada grupo representado no Congresso, “composto por pessoas que trabalham e fazem parte do Sistema Profissional, em prol das profissões e da sociedade: inspetores, Entidades de Classe, Instituições de Ensino, conselheiros. Todas as ações realizadas mostram como o Conselho é atuante na sociedade”, destaca. Ele falou das atividades previstas para estes três dias e finalizou afirmando que “o CEP, que acontece a cada três anos, é sempre um momento de renovação, e sinto orgulho de tudo que foi realizado até aqui, de toda a preparação e da quantidade e qualidade das propostas que vieram”.

dispositivo-de-honra-11-cep-crea-parana
Dispositivo de honra do evento.

A Eng. Civ. Lígia Eleodora Francovig Rachid, coordenadora da Comissão Organizadora do 11º Congresso Estadual de Profissionais, diz estar “honrada em coordenar este grupo, com membros do Colégio de Entidades de Classe e conselheiros, que muito trabalharam para tudo dar certo”. Ela destacou os objetivos do 11º CEP e afirmou que “todo este trabalho reforça a importância das Engenharias, da Agronomia e das Geociências no crescimento econômico, na igualdade de oportunidades, no uso de recursos naturais e no desenvolvimento da infraestrutura para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Temos que ter em mente a nossa importância para a nação”, declarou.

Representando o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia – Confea, esteve presente o conselheiro federal e superintendente do Ibama no Paraná, Eng. Agr. Luiz Antonio Corrêa Lucchesi. Ele destacou o Sistema Confea/Crea, composto por Entidades de Classe e Instituições de Ensino, como um dos maiores sistemas profissionais do mundo, “que tem uma gestão inovadora, mesmo sendo um Sistema complexo. Todo esse trabalho de destaque mostra a importância dessa organização para a sociedade”.

Para o Eng. Amb. Luiz Guilherme Grein Vieira, coordenador do Colégio Estadual de Entidades de Classe – CDER, “este é um evento de grande relevância para todo o Sistema, me sinto honrado em estar representando aproximadamente 90 Entidades de Classe, que tiveram papel fundamental na elaboração de propostas de melhorias e mudanças não só internas, mas especialmente de políticas públicas”.

O coordenador do Colégio Estadual de Inspetores, Eng. Eletric. Gilberto Dias de Melo, citou os 88 anos do Crea-PR e a “a criação do Colégio de Inspetores nesta gestão, além do excelente trabalho que vem sendo construído pelo Crea-PR com uma administração inovadora da estrutura, das inspetorias e pela gerencia de fiscalização”. O coordenador declara ainda que “os inspetores têm como principal foco fortalecer a atuação dos profissionais, em aspecto preventivo e educativo, e esse é um momento de unirmos forças e ideias pra o engrandecimento de nosso estado”.

O secretário estadual da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo – Sedest, Geol. Everton Luiz da Costa Souza, declarou que “os profissionais do Crea têm tido uma participação decisiva na gestão ambiental e de recursos hídricos no Estado do Paraná e, observando todos estes profissionais, vemos que a ciência e o conhecimento estão aqui. Pelas nossas atividades nos aproximamos de todas as áreas da sociedade paranaense e vemos que os profissionais do Crea representam a pesquisa e a tecnologia”.

Para o professor Dr. Alexandre Almeida Webber, reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, que  representou as Instituições de Ensino, um “Conselho é uma instituição de relevância para os seus profissionais e o Sistema Confea/Crea abrange profissões importantes em um país que necessita de melhorias na infraestrutura e na área de agricultura”. Além disso, “em nome das sete universidades estaduais do Paraná, afirmo que somos instituições parceiras do Crea-PR”, finalizou.

Representando a Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea, o diretor da instituição no Paraná, Eng. Civ. Julio Cesar Vercesi Russi afirmou que “esse Congresso que acompanho junto com o Crea-PR desde as fases preparatórias, trouxe propostas robustas, e espero que consigamos levar o melhor para o Congresso Nacional do Confea, para valorizarmos cada vez mais as Engenharias, a Agronomia e as Geociências.

O presidente da CredCrea – Cooperativa de Crédito, Eng. Civ. Gelásio Gomes, disse sentir-se “honrado em participar de um Congresso dessa relevância e que a parceria do Crea-PR com a CredCrea torna-se cada vez mais forte. “Dos 18 postos de atendimento que temos no total, seis são no Paraná e em breve inauguramos mais um, mostrando a parceria e a seriedade com que se trata o cooperativismo nesse Estado”, diz.

Estiveram presentes ainda na abertura do 11º CEP os presidentes de gestões anteriores do Crea-PR, Eng. Arq. Armando de Oliveira Strambi, Eng. Civ. Orlando Maciel Strobel, Eng. Civ. Ivo Gilberto Martins, Eng. Agr. Alvaro José Cabrini Junior; a presidente do CREA-RS Eng. Amb. Nanci Walter, entre outras autoridades.

Assinatura protocolo de intenções entre Crea-PR e Ibama

autoridades-assinam-documento
Momento da assinatura.

O presidente do Crea-PR, Eng. Civ. Ricardo Rocha, e o superintendente do Ibama no Paraná, Eng. Agr. Luiz Antonio Corrêa Lucchesi, assinaram na oportunidade um protocolo de intenções entre Crea-PR e Ibama.

Lucchesi declarou: “a área ambiental brasileira está entre as maiores do mundo e precisamos atingir o desenvolvimento sustentável do país, por isso estamos assinando este protocolo, pois a atividade ambiental permeia todas as atividades das Engenharias, Agronomia e Geociências”. E destacou: “Os órgãos que compõem o sistema nacional de meio ambiente devem interagir, mas as instituições locais, municipais e estaduais também precisam trabalhar em conjunto. Todas as questões ambientais precisam do trabalho das nossas profissões do Sistema Confea/Crea, por isso, vamos usar este protocolo como um instrumento para alcançar o objetivo de sustentabilidade”, disse.

O protocolo de intenções tem o objetivo principal de, formalmente, permitir que ambos os lados definam linhas de atuação conjunta, para o estabelecimento de acordos de cooperação.

“Na área da Agronomia e Engenharia Florestal, por exemplo, nós temos o sistema SinaFlor que precisa ser executado por profissionais habilitados. Com a fiscalização do Crea e o repasse ao Ibama, conseguiremos manter o controle para que a conservação ambiental no Paraná seja realizada por quem tem expertise para que seja duradoura e sustentável”, exemplificou Lucchesi.

Aprovação do regimento interno do 11º CEP

Os delegados eleitos nas etapas regionais de preparação para o Congresso e os participantes tiveram a oportunidade de manifestar sugestões de alterações com relação ao regulamento interno do evento. Foram registradas duas sugestões, apresentadas pela coordenadora da Comissão Organizadora do 11º Congresso Estadual de Profissionais, Eng. Civ. Lígia Eleodora Francovig Rachid, solicitando que os proponentes pudessem defender pessoalmente suas propostas, e que o presidente do Conselho fosse considerado delegado para o Congresso Nacional.

Ambas as solicitações foram explicadas por já estarem contempladas no formato atual do regimento, havendo somente uma adequação de texto. Desta forma, o documento foi aprovado por unanimidade pelos presentes.

Palestras para repensarmos os temas do Congresso

painelistas-11-cep-crea-parana
painelistas-11-cep-crea-parana
painelistas-11-cep-crea-parana

No Painel do eixo temático Atuação Profissional, os palestrantes mostraram, por meio de sua atuação ou das instituições em que trabalham, oportunidades de atuação já disponíveis ou que podem ser buscadas para os profissionais das Engenharias, Agronomia e Geociências.

No Painel do eixo temático Infraestrutura, os profissionais da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento do Paraná (SEAB), Federação das Indústrias do Paraná (FIEP) e Ferroeste falaram sobre investimentos, obras nos principais modais logísticos do Paraná e o papel dos profissionais do Sistema no desenvolvimento logístico do Paraná.

Já no Painel do eixo temático Inovações Tecnológicasfoi destacada a sinergia entre iniciativa público, privada e universidades.

Debate e priorização de propostas no 11º CEP

Nesta quinta, dia 07, os participantes do Congresso Estadual de Profissionais estarão divididos em seis grupos para debater as propostas registradas por profissionais e aprovadas nas etapas regionais, que foram categorizadas nos eixos Infraestrutura, Atuação Profissional e Inovação Tecnológica.

Neste trabalho eles organizam, priorizam e adequam a redação das propostas que serão levadas para votação na sexta, dia 08. Das sugestões registradas e organizadas, 15 serão escolhidas para irem como propostas dos profissionais paranaenses para o Congresso Nacional de Profissionais.

Acesse as fotos do primeiro dia de evento no Facebook do Crea-PR.

 

Débora Pereira – Assessoria de Comunicação

 


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *