Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/2013/08/crea-pr-e-eleito-membro-titular-no-concidades/>.
Acesso em 26/02/2024 às 18h16.

CREA-PR é eleito membro titular no Concidades

16 de agosto de 2013, às 13h44 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

15082013270

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado (CREA-PR) foi eleito ontem (15), durante a 5ª Conferência Estadual das Cidades, membro titular do Conselho Estadual das Cidades (ConCidades). O Conselho obteve a maior votação entre as entidades acadêmicas, de pesquisa e conselhos profissionais, obtendo 89,5% dos votos dos membros aptos a votar. Além do CREA-PR, conquistaram a titularidade a Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro) e o Conselho Regional de Serviço Social do Paraná (Cress-PR). Como membros suplentes, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Paraná (CAU-PR).

 

Para o vice-presidente do CREA-PR , engenheiro agrônomo Osvaldo Danhoni, que liderou a comitiva do conselho no evento, o resultado demonstrou a confiabilidade e a credibilidade que outras entidades depositam no CREA-PR. “Ficamos felizes com o resultado da eleição, pois obtivemos 26 dos 29 votos possíveis. Isso demonstra que as diversas ações que desenvolvemos pela melhoria da qualidade de vida nas cidades, como por exemplo, o 2º Seminário Internacional de Acessibilidade, são reconhecidas pelas entidades acadêmicas e  conselhos coirmãos”.

 

O Assessor de Acessibilidade do CREA-PR, Antonio Borges dos Reis, também celebrou o expressivo resultado obtido pelo Conselho. “Nossa responsabilidade como membro titular do ConCidades aumentou após essa eleição, pois reconhece  a importância do trabalho de todos os profissionais que fazem parte do CREA-PR para o desenvolvimento das cidades”.

 

De terça, 13, até o fim da tarde desta quinta-feira, 15, mais de 2 mil pessoas pensaram, analisaram, discutiram e elegeram prioridades na busca de soluções às cidades do Paraná na 5ª Conferência Estadual das Cidades, em Foz do Iguaçu. O resultado final será sistematizado e transformado em documentos a serem entregues a autoridades em diversas instâncias e níveis do Poder Público. Até o momento, o texto base provisório contém 81 páginas para serem corrigidas e formatadas, com mais de 3 mil propostas, moções e prioridades para serem enviadas ao Poder Público em todos os níveis e instâncias.

O documento final deve ficar pronto na próxima semana, com recomendações às prioridades em saneamento, meio ambiente, habitação, mobilidade e acessibilidade, participação e controle social, planejamento e instrumentos de promoção da função social da propriedade, da gestão e políticas públicas.

 

O texto base do documento que resultou da 5ª Conferência Estadual das Cidades contém um conjunto de emendas ao texto base do Projeto Nacional de Desenvolvimento Urbano do Ministério das Cidades que orienta o Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano; um conjunto de 15 propostas de prioridades às ações do Ministério das Cidades; um conjunto de 15 prioridades, além de todas as propostas municipais para o Governo do Paraná – eram mais de 10 mil e foram selecionadas de acordo com a identidade das reivindicações e reduzidas para pouco mais de três mil -; e, ainda, um conjunto de 29 moções para o Poder Público em todos os níveis e instâncias.

 

(Por Felipe Pasqualini com informações da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Paraná)


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *