Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/1746>.
Acesso em 24/07/2021 às 11h15.

CREA-PR e entidades paranaenses em audiência com a ministra Gleisi Hoffmann

22 de novembro de 2012, às 10h25 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

joel_gleisiA ministra chefe da Casa Civil Gleisi Hoffmann recebeu em audiência nesta quarta-feira, 21, o presidente do CREA-PR, eng. civ. Joel Krüger, diretores, conselheiros e líderes de entidades de classe paranaenses, que participam em Brasília da 69ª Semana Oficial de Engenharia e Agronomia. Krüger apresentou à ministra como pauta a Agenda Parlamentar do CREA-PR desenvolvida pelas entidades de classe, a necessidade de atualização da Lei 5.194∕66 que trata da legislação profissional, a importância da Engenharia como carreira de estado, a entrada de profissionais estrangeiros no país e projetos de lei em tramitação no Congresso como a Lei de Regulamentação dos Tecnólogos. “É importante trazermos a conhecimento os projetos de interesse das Engenharias, Agronomia e Geociências como forma de contarmos com o apoio no encaminhamento destes temas e fortalecer o papel das Engenharias, da Agronomia e das Geociências no desenvolvimento do país”, disse Krüger.

A ministra colocou-se à disposição para a discussão dos temas colocados na pauta. “Os interesses do país passam pela Engenharia e Agronomia. Um exemplo é o Plano Nacional em Logística Integrada lançado recentemente para ferrovias e rodovias e dentro em breve para a área de portos. Precisaremos muito do trabalho dos profissionais das Engenharias”, reforçou. Na área da Agronomia, Gleisi falou sobre um forte trabalho para estabelecer uma política agrícola para o país de médio a longo prazo e a criação da Agência de Assistência Técnica Rural.
A ministra demonstrou uma preocupação quanto ao projeto de lei de regulamentação dos tecnólogos, no tocante às atribuições e que a Casa Civil vai estudar o assunto com os encaminhamentos do CREA-PR e entidades.

Outro destaque do encontro foi a Agenda Parlamentar do CREA-PR cujo trabalho resultou na entrega de 114 Estudos Básicos de Desenvolvimento Municipal – EBDMs a candidatos a prefeito e vereadores nas eleições de 2012. Os documentos foram desenvolvidos pelas entidades de classe e trazem propostas de políticas públicas nas áreas da Engenharia e Agronomia para a melhoria da qualidade de vida da população paranaense. Os estudos concentram-se em áreas como saneamento, mobilidade urbana, com ênfase em trânsito, acessibilidade, infraestrutura, dentre outros.

Sobre o encontro Krüger reforça a importância de encontros como este como forma de diálogo com o Governo Federal sobre as causas da Engenharia, Agronomia e Geociências. “Trazer as reivindicações do Paraná para a Casa Civil possibilita uma ação ampliada de busca pela valorização das profissões tecnológicas e de desenvolvimento para o país com a participação dos profissionais. A avaliação da ministra resultará em um trabalho ainda maior do CREA-PR e das entidades na proposição de soluções e melhorias na legislação”, diz.

 


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *