Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/1892>.
Acesso em 07/03/2021 às 21h17.

Presidente do CREA-PR é recebido na embaixada brasileira em Portugal

27 de outubro de 2015, às 18h06 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

O presidente do CREA-PR, engenheiro civil Joel Krüger, foi recebido ontem (26) na Embaixada do Brasil em Lisboa (Portugal). Krüger integra uma missão brasileira do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), composta por diversos profissionais do Sistema Confea/Crea.

Na Embaixada a delegação brasileira foi recepcionada pelo Ministro Conselheiro, diplomata Paulo Fernando Dias Feres. Entre os assuntos tratados o convênio de integração Brasil e Portugal que será assinado na próxima quarta-feira entre o Confea e a Ordem dos Engenheiros de Portugal, a integração estudantil e o programa Ciência sem Fronteiras. Também foram discutidas novas possibilidades de integração com a Embaixada.

Mobilidade profissional

Amanhã (28) será ratificado em Lisboa um acordo histórico para os profissionais da engenharia do Brasil e de Portugal. Mais do que facilitar, estimular a mobilidade de engenheiros entre Brasil e Portugal é o principal objetivo do Termo de Reciprocidade aprovado pelo Plenário do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e pela Ordem dos Engenheiros de Portugal (OEP).

Joel Krüger participou das diversas negociações e fases processuais que precederam o texto final do termo. “A medida é benéfica para os profissionais dos dois países e estimula a mobilidade profissional. Os engenheiros brasileiros que quiserem atuar em Portugal estarão dispensados de prestar a prova de admissão tendo os mesmos direitos e deveres junto às instituições que emitem seus registros profissionais. Em resumo, os engenheiros brasileiros não serão tratados como estrangeiros em Portugal e vice-versa”.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *