Marca do Crea-PR para impressão
https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/24868

8° Seminário Responsabilidades do Profissional na Prescrição do Receituário Agronômico é sucesso de público!

7 de agosto de 2019, às 14h32


Com mais de 100 participantes, o 8° encontro do Seminário “Responsabilidades do Profissional na Prescrição do Receituário Agronômico”, ocorrido nesta quarta-feira (07), no auditório da PUC – Campus Toledo, bateu recorde de público. “Em todos os encontros tivemos uma grande quantidade de participantes. É muito gratificante ver essa massa de profissionais e alunos dispostos a buscar mais informações sobre o Receituário Agronômico, esta importante ferramenta que não atinge só a Agronomia, mas toda a sociedade. Ver essa adesão por parte do público nos motiva a cada vez mais fomentar este tipo de evento pelo estado”, comenta o Presidente do Crea-PR, Eng. Civ. Ricardo Rocha.

O Seminário, que já ocorreu em oito* cidades do Paraná (Ivaiporã, Pronta Grossa, Lapa, Guarapuava, Francisco Beltrão, Cornélio Procópio, Campo Mourão e Toledo), visou, segundo o Conselheiro do Crea-PR, Eng. Agr. Luiz Fernando Gastaldi, elucidar os participantes sobre sua responsabilidade quanto profissional da Agronomia. “O evento nasceu com a intenção de mostrar como os profissionais devem trabalhar o Receituário, abordando algumas orientações e debatendo quais serão os desafios para o futuro da Agronomia e quais são os deveres dos profissionais e futuros profissionais como Agrônomos”, enfatiza o Conselheiro do Crea.

Debatendo assuntos como a emissão do Receituário Agronômico manual e eletrônico, e a fiscalização, o evento teve um caráter preventivo, segundo o Conselheiro, pois mostrou a importância de fazer o Receituário da maneira correta e como transmitir as informações ao produtor rural. “Nosso foco foi o de mostrar o passo a passo do Receituário para profissionais e alunos, para que, quando forem passar os diagnósticos de campo para os produtores, não aconteça nenhum equívoco de informação”, comenta Gastaldi.

Importância do ciclo de eventos

Para evitar casos de contaminação, o receituário emitido por um profissional habilitado é extremamente importante. O Engenheiro Agrônomo e Conselheiro do Crea-PR, Adalberto Telesca Barbosa, diz que para o produtor comprar de forma legal os agroquímicos, ele deve buscar sempre um profissional habilitado (técnico agrícola ou engenheiro agrônomo) e seguir o receituário. “Antes de emitir o receituário, esse profissional realiza um minucioso diagnóstico preliminar da área a ser coberta, do agroquímico ideal e da quantidade certa a ser aplicada, só então ele emite o receituário que deve ser seguido à risca pelos produtores para evitar contaminação”, explica.

O diretor-presidente da Adapar, Inácio Kroetz, afirma que as novas regras contribuem para o bom funcionamento do trabalho dos órgãos de acompanhamento e fiscalização do uso de agroquímicos no Paraná. “O que a nova resolução faz é modernizar, retirando de vigor algumas regras que já não correspondem à realidade do Estado e práticas atualmente não permitidas”, afirma. As normativas do Estado não ferem a legislação federal e estadual, nem outras regras que regem o uso de agroquímicos. O Paraná é o segundo maior produtor de alimentos do Brasil e, diretamente, o segundo maior consumidor de insumos no País, entre eles, os defensivos agrícolas.

 

Confira fotos:

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marca do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea Marca da Mútua Selo do Acesso à Informação Marca da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-PR - CMA Marca do Portal de Informações SEI! Crea-PR

Marca do Programa Casa Fácil Marca da Biblioteca Virtual do Crea-PR Marca do CreaJr-PR Marca do Portal da Educação Marca do ProCrea Marca da Revista Técnico-científica do Crea-PR Marca do Sistema de Informações Geográficas do Crea-PR - SIG Marca da Ouvidoria do Crea-PR

Voltar ao topo