Marca do Crea-PR para impressão
https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/26175

Crea-PR debate as 45 Propostas Nacionais Sistematizadas

21 de setembro de 2019, às 11h46


Com número variável de integrantes e diferenciados por cor, os oito grupos de trabalho terminam hoje, sábado, último dia do 10º CNP, a análise de todas as 45 Propostas Nacionais Sistematizadas, em torno dos eixos temáticos: atuação profissional, atuação das empresas, infraestrutura, inovações tecnológicas e recursos naturais. Nesta tarde de hoje (21), seguem para a plenária final somente as propostas rejeitadas em seis ou mais grupos. As demais estarão automaticamente aprovadas.

“O CEP e CNP são eventos importantes que objetivam o debate das Engenharias, Agronomia e Geociências. Nesta 10a edição, as propostas aprovadas, em sua maioria, foram pensadas para dentro do Sistema Confea/Crea, e não para fora, como era o planejado. A votação foi rápida, e os delegados votaram bem. Destaco a proposta do EAD que poderia ter sido rejeitada, mas acabou sendo aprovada”, comenta o Eng. Civ. Samir Jorge, representante do Crea-PR no Grupo de Discussão Preto.

 

GT Amarelo

As discussões das propostas analisadas pelo Grupo Amarelo foram marcadas, no princípio dos debates, por divergências entre a coordenação do grupo e o público, formado por convidados e os 64 delegados eleitos durante os Congressos Estaduais de Profissionais (CEP). Alguns delegados quiseram incluir emendas às propostas já sistematizadas, no mês de agosto. Após os esclarecimentos do procurador jurídico do Confea, Igor Garcia, o grupo discutiu 31 propostas, das quais apenas 5 foram reprovadas.

O Presidente do Crea-PR, Eng. Civ. Ricardo Rocha, um dos participantes do grupo, comentou um pouco sobre as dificuldades do grupo. “No início e debate foi um tanto quanto acalorado, mas, graças ao auxílio do jurídico do Confea, a votação transcorreu muito bem. Os representantes do Paraná aqui no grupo tentaram a todo momento buscar a aprovação das propostas do nosso Conselho e conseguimos”, enfatiza Ricardo do grande trabalho em conjunto dos profissionais paranaenses.

GT Azul

Na sala dois do 10º CNP, classificada como grupo azul, una das representantes paranaenses na sala, a Eng. Seg. Trab. Elizandra Sartori, falou sobre as propostas não aprovadas e seus destaques. “Dos oito encaminhamentos que tínhamos planejado aprovar, somente dois não passaram pelos Delegados, destaco a questão dos recém-formados que não passou. Felizmente teremos a chance de discuti-los hoje em plenária para tentar aprovar”, comentou.

Ao todo, foram aprovadas pelos 67 delegados 38 propostas e rejeitadas sete. “A implantação destas propostas vem no sentido de valorizar o próprio Sistema, que, após sua aprovação no CNP, serão levadas ao Plenário do Confea. Os grupos de trabalho têm como foco representar todos os profissionais do Sistema”, acrescenta o Eng. Civ. Ubiratan Oro, do Crea-RS, que realizou a Coordenação do Grupo.

GT Laranja

Com a participação de cerca de 60 delegados, com direito a voz e voto, o Grupo de Trabalho 3 (Laranja) apreciou e votou nesta sexta-feira (20) todas as 45 Propostas Nacionais Sistematizadas e encaminhadas para o 10º Congresso Nacional de Profissionais (CNP) que acontece em Palmas (TO).  Das proposituras apreciadas no primeiro dia de atividades, 33 foram aprovadas e 12 reprovadas.

A representante do Crea-PR no Grupo, a Eng. Amb. Luiza Scarpim, destacou a preposta da modalidade Ambiental e a condução da Coordenadora Paula. “Enalteço a condução dos debates feita pela Eng. Amb. Paula, já que nenhuma das propostas do GT foi aprovada com unanimidade, sempre havendo discussões tanto contra, como a favor. Destaco a discussão sobre a volta da representatividade do Conselho Federal junto ao o Conama”, comenta Luiza.

 

GT Cinza

Coordenado pelo Eng. Civ. Carlos Koyti Nakazima, o grupo 4 (Cinza) discutiu ontem todas as 45 propostas nacionais sistematizadas para o 10° Congresso Nacional. Destas, 36 foram aprovadas, muitas, por ampla maioria. As proposições do eixo Atuação Profissional foram as que geraram os debates mais acalorados.

Para o Coordenador do grupo, o 10º CNP se aproxima da perfeição. “Já estamos no 10º CNP e a cada experiência melhoramos o processo e chegamos mais perto da perfeição, dentro da realidade”, afirmou. Ainda segundo Nakazima, o trabalho do grupo 4 foi excelente. “Conseguimos trabalhar bem, com vários debates e opiniões importantes de lideranças profissionais”, comemorou.

Grupo Rosa considera os temas de grande valia para o Sistema

GT Rosa

Com  48 delegados com e sem mandato presentes, o grupo Rosa promoveu as discussões das 45 Propostas Nacionais Sistematizadas (PNS), ao longo de toda a tarde desta sexta (20). O conselheiro do Crea-RO Eng. Agr. Felipe Monclair e a coordenadora adjunta, conselheira do Crea-BA eng. ftal Daiane Sampaio Almeida, saudaram a importância dos diálogos.

Felipe destacou a importância dos eixos temáticos propostos pelo Confea. “Na minha opinião, a escolha dos temas foi de grande valia devido às discussões no que se refere a educação e às políticas de governança, a forma de nos relacionarmos com o governo”, argumentou. “Acredito que esse seja o momento para que pessoas como eu, do interior do país, possam ser ouvidas e que nossas reivindicações e sugestões venham a ser colocadas em prática ao longo desses três anos, para o real desenvolvimento do país”, complementou  Daiane.

GT Verde

Já no grupo verde, os 55 delegados presentes no evento votaram em 33 das 45 propostas apresentadas na tarde desta sexta-feira, 20 de setembro. Destas 33 propostas, 23 foram aprovadas e 10 foram rejeitadas pelo quórum. As outras 12 propostas serão votadas amanhã.

Para a Secretária da Coordenadoria do GT, Eng. Civ. Edna Possan, as discussões transcorreram bem e propostas importantes foram aprovadas. “Tivemos discussões profícuas no GT, principalmente com relação ao Ensino a Distância. Destaco uma proposta importante que foi aprovada, a de número 11, que refere-se aos ODS’s. Ela é extremamente importante para o desenvolvimento da engenharia nacional em torno do desenvolvimento social e sustentável do planeta”, pontua Edna.

 


GT Vermelho

No Grupo 7 (vermelho), o coordenador foi o Eng. Prod. Márcio Sá, do Rio Grande do Norte. Das 45 propostas discutidas na tarde deste sábado (20), apenas nove foram rejeitadas pela maioria dos delegados do grupo. “Foi uma reunião bastante produtiva. As propostas foram debatidas em alto nível. Como previsto, algumas mais polêmicas tiveram uma discussão mais acalorada. No final, o saldo foi positivo. Aprovamos a grande maioria das propostas. Isso faz com que o trabalho realizado nos regionais tenha sido representado aqui. Ou seja, os delegados eleitos no regional representaram bem os profissionais locais”, avaliou Márcio Sá.

“A questão do Ensino à Distância (EAD) foi o motivo da discussão mais acalorada, mas prevaleceu o bom senso e o respeito aos profissionais”, completou o coordenador.

GT Preto

No grupo oito do 10° CNP (Preto), Coordenado pelo Eng. Civ.  Samir Jorge, 58 delegados de diferentes estados do país apreciaram e votaram as 45 propostas. Ao todo, foram aprovadas 38 propostas e sete rejeitadas. De acordo com a Coordenadora-adjunta, Eng. Civ. Flávia Roxin Bretas, do Crea-MG, todos os eixos temáticos abordados são importantes, mas ela destacou a atuação profissional como a mais prioritária. “Precisamos olhar com mais atenção para o que está ocorrendo no nosso país com a falta de serviços de engenharia e buscarmos fortalecer mais as nossas profissões. O CNP foi muito produtivo e certamente nos ajudará na valorização profissional”, ressaltou.

Reportagem: Lucas Nogas (Crea-PR), Almir Moura (Crea-MG), Beatriz Leal (Confea), Brunno Falcão (Crea-GO), Charlene Frota (Crea-RO), Erta Souza (Crea-RN), Henrique Nunes (Confea), Íris Valéria (Crea-SE), Letícia Almeida (Crea-DF), Maria Helena de Carvalho (Confea) e Rafael Valentim (Crea-AM)

Edição: Beatriz Leal e Henrique Nunes (Confea)

Revisão: Lidiane Barbosa (Confea)

Equipe de Comunicação do 10º CNP

Fotos: Damasceno Fotografia/Confea e Lucas Nogas/Crea-PR

Compartilhe este conteúdo

Comentários

  1. Jorge Aparecido de Moraes disse:

    Com o devido respeito QUE é de direito para com vossas Excelências, os Srs. e/ou Sras. Delegados(as), Preciso de informações referentes há uma RRT SIMPLES Nº 0000005293813 – INICIAL INDIVIDUAL. Consta neste referido documento, Registro de Responsabilidade Técnica – RRT. Que este Documento só será válido somente se acompanhado do comprovante de pagamento. Lei Nº 12.378, de Dezembro de 2010. – Ocorre que o referido documento esta com o valor contratado/Honorários: em branco: R$ 0,00 Total a Pagar: R$ 0,00. Todavia este documento é do responsável Técnico: Fernanda Cristina Cantária de Paula Riedo. Todavia no ato da Fiscalização de Rotina do CREA – PR, em 21 de marco de 2017, contendo assinatura do Fiscal e carimbo do mesmo, Sr., Luis Carlos da Silva, Agente de fiscalização, foi evidenciado pelo informante QUE: Não Localizada “ART” correspondente ao “PROJETO DE MONTAGEM DA LAJE”, informação obtida pelo Sr. André Silveira de Paula, encarregado da Obra. PERGUNTO as vossas excelências: Com o devido respeito para com vossas excelências no assunto: Como seria possível encontrar a veracidade dos documentos exemplificados ACIMA, se por ventura ainda não tenham sido apresentados junto ao ÓRGÃO competente do CREA – PR Londrina. Se há possibilidade de produzir outro documento, mas com data retroativa, todavia estamos no ano de 2019 e os fatos se deram na data de 21 de março de 2017. Lembrando Que o referido Imóvel já foi Vendido. Como poderei proceder? Existe algum Livro QUE são anotados os respectivos documentos, para que possa pedir a numeração “retroativa e posterior” a que possa ser apresentada, “afirmando QUE o RRT e ART citados foram regularizados? URGENTE. Desde já agradeço a paciência e a profissionalidade. Aguardo o contato.

    1. Comunicação Crea-PR disse:

      Boa tarde, Jorge. Tudo bem?

      Solicitamos que entre em contato com a nossa Central de Informações (0800 041 0067), ou dirija-se até a Regional Londrina (ou inspetorias próximas) para discutir este assunto. É algo muito delicado para tratarmos pelos comentários de nosso site institucional.

      Agradecemos o contato.

Deixe uma resposta para Jorge Aparecido de Moraes Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marca do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea Marca da Mútua Selo do Acesso à Informação Marca da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-PR - CMA Marca do Portal de Informações SEI! Crea-PR

Marca do Programa Casa Fácil Marca da Biblioteca Virtual do Crea-PR Marca do CreaJr-PR Marca do Portal da Educação Marca do ProCrea Marca da Revista Técnico-científica do Crea-PR Marca do Sistema de Informações Geográficas do Crea-PR - SIG Marca da Ouvidoria do Crea-PR

Voltar ao topo