Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/2634>.
Acesso em 14/06/2021 às 06h08.

Prefeitura intensifica fiscalização em obras de Cianorte; Associação de Engenheiros da cidade apoia

20 de dezembro de 2013, às 16h56 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

cianorte

A cerimônia de posse da nova diretoria do biênio 2014-2015 da Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Cianorte (AREARC) contou com a presença do prefeito, Claudemir Bongiorno, e o secretário municipal de desenvolvimento, engenheiro civil Nelson Magron. Eles aproveitaram a solenidade para esclarecer aos profissionais os procedimentos de fiscalização recém-implantados no município.

A fiscalização está sendo intensificada na cidade para que obras não sejam iniciadas antes da aprovação do projeto pela prefeitura, com o alvará de construção. Segundo o secretário Nelson Magron, são vários os motivos que levaram a essa decisão. “Primeiro, a legislação já diz que não se pode começar uma obra sem o alvará de construção. Depois, percebemos que muitas pessoas não tinham o projeto aprovado, e quando vendiam o imóvel, não conseguiam todos os documentos necessários para transferência no cartório”, conta.

Também motivou a intensificação de fiscalizações, o fato de que se uma obra não é aprovada pela prefeitura, não há recolhimento dos tributos devidos necessários para a aprovação. “O município perde, caso empreendimentos sejam implantados sem o alvará”, diz Magron. Outra preocupação da prefeitura, segundo ele, é a qualidade das obras. “Tinham obras em processo de regularização muito mal executadas, que depois nem era possível ser regulamentada por causa de problemas”, afirma. Ele acrescenta que o objetivo é que os proprietários contratem engenheiros qualificados para ter assessoria técnica adequada na hora da execução.

Magron ressalta que a prefeitura está em processo gradativo. “A gente nem tem estrutura para fiscalizar todas as obras, todos os dias. Precisamos da colaboração de todos e o pessoal da AERARC tem nos apoiado”, conta.

Para o presidente da AERARC, o engenheiro civil Luiz Fabiano Calderoni, muitos municípios às vezes acabam se acomodando com o sistema de fiscalização, e Cianorte sentia falta de melhorias. Ele afirma que muitos protocolavam o projeto da obra e começavam a construção antes da aprovação. “É que existe uma cobrança em cima do engenheiro por parte do proprietário, que quer que a construção se inicie logo”, diz.

Para Calderoni, com a obrigatoriedade de aprovar o projeto e intensificação das fiscalizações, os profissionais ficam mais seguros. “Alguns foram contra, mas nossa associação apoia a decisão da prefeitura. A partir dela, a profissão será mais valorizada e os profissionais deixarão de ser coniventes com uma construção ainda sem liberação. Além disso, por causa do prazo de 30 dias para a aprovação do projeto, os engenheiros deixarão de trabalhar sobrecarregados”, diz. Ele acredita que multas inibem a ação e que a tendência é de que todos percebam a importância de se trabalhar com um aval. “Dessa forma, estamos protegidos e o projeto tem menos risco de apresentar erros, já que foi avaliado pela prefeitura”, completa.

Chapa Gestão 2014/2015

 

Presidente:
Eng. Civil Luiz Fabiano Calderoni

Vice Presidente:
Eng. Civil Alex Godoy da Silva

1º Secretário:
Eng. Civil Alex Campos Mônaco

2º Secretário:
Eng. Civil Sérgio Henrique Alves de Oliveira

1º Tesoureiro:
Eng. Civil Robson de Oliveira Lima

2º Tesoureiro:
Eng. Civil Ricardo Luiz Leite Schramm

Dir. Patr/ Adm:
Arq. Sandra Claudia Rabassi

Dir.Esportes/ Eventos:
Eng. Civil Fábio Magron

Conselho Fiscal:
Eng. Civil Celso Massaoka
Eng. Civil Marcelo Guimarães
Eng. Civil João Luiz Sossai

Suplente:
Arq. Zélia Regina Maiorani
Eng. Agrônomo Silvério Cândido da Silva
Eng. Agrônomo João Carlos Testa

 


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *