Marca do Crea-PR para impressão
https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/26491

Crea-PR lança edição especial da Revista Técnico-Científica: 4º Simpósio Paranaense de Patologia das Construções

9 de outubro de 2019, às 13h12


Foi lançada recentemente a mais nova edição da Revista Técnico-Científica do Crea-PR, um especial com 38 artigos apresentados no 4º Simpósio Paranaense de Patologia das Construções (4º SPPC), evento que aconteceu em agosto em Curitiba, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Construção Civil da Universidade Federal do Paraná (UFPR), com apoio do Crea-PR e outras instituições. Esta é a 21ª edição desta publicação que visa a divulgação de trabalhos técnico-científicos nas áreas das Engenharias, Agronomia e Geociências.

4º Simpósio Paranaense de Patologia das Construções

O 4º SPPC foi realizado com o objetivo de discutir o tema de patologia em construções, buscando evitar acidentes causados por falhas nas estruturas, desde o processo de projeto até a operação e manutenção. Conforme a organização do evento, a idealização do Simpósio reforça a importância da concessão de recurso para o incentivo à qualificação de profissionais da Engenharia Civil que se dedicam ao desenvolvimento de meios para aumentar a durabilidade, realizar inspeção, diagnóstico e projeto de recuperação de edificações, de modo a evitar acidentes e perdas de vida e patrimônio material da população.

Os participantes do evento tiveram acesso a muitas informações acerca das técnicas de inspeção e projeto de recuperações de edificações com processos de degradação instaurados, além da atuação dos diferentes tipos de ambientes agressivos nessa dinâmica. Este é um campo de trabalho considerado de segurança pública, onde os profissionais precisam se desenvolver e se atualizar constantemente para evitar problemas que possam causar desastres, como quedas de marquises, desabamento de prédios, deslizamento de encostas, ruptura de barragens, queda de pontes e passarelas, entre outros impactos negativos que podem vir a atingir a população que usa as obras civis. Além disso, o SPPC é um meio de divulgação e compartilhamento de experiências entre pesquisadores da área.

Artigos científicos do 4º SPPC

Os artigos apresentados no 4º SPPC trataram de patologias nas construções dentro da realidade atual, pesquisando soluções economicamente viáveis e sustentáveis para o meio ambiente. Jefferson Teixeira Olea Homrich, doutorando da UFPR, um dos autores do artigo ‘Comparativo entre Cimento Portland e cimento supersulfatado submetidos ao ataque por sulfato de sódio: resistência mecânica e variação dimensional’, explica que a ideia desse tema partiu da “possibilidade de aplicar o cimento sustentável em concreto armado, já que nos dias de hoje a preocupação com o meio ambiente vem ganhando muito destaque”. Janaína Sartori Bonini, que compõe a equipe pelo Programa Nacional de Pós Doutorado da CAPES, complementa que “a utilização de resíduos industriais na fabricação de cimento já ocorre há algum tempo na fabricação dos mesmos, e o objetivo principal do trabalho foi a utilização da escória de ferro-gusa (resíduo) na obtenção de materiais cimentícios com maior durabilidade”.

Para o engenheiro, a publicação do trabalho na Revista Científica mostra que “nosso trabalho pode contribuir com estudos futuros, e esse é o reconhecimento maior, além da visibilidade que a revista possibilita”, diz. Janaína comenta que a publicação do artigo “é uma forma de divulgação do trabalho, da pesquisa que se realiza dentro de uma instituição de ensino como a universidade, e principalmente, para as pessoas compreenderem que essa pesquisa está mais perto do que nunca delas, uma vez que ela ocorre também para melhorar suas vidas”.

Também fazem parte da equipe deste trabalho Priscila Ongaratto Trentin, mestranda da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR); Isabel Cristina Magro e Laura Rorato Moraes Neubern Souza, estudantes da UTFPR, e Caroline Angulski da Luz, professora da UTFPR.

O Dr. Marcelo Henrique Farias Medeiros, professor da UFPR, que faz parte da equipe do trabalho ‘Ecoeficiência do concreto considerando resistência à compressão, emissão de CO2, resistividade elétrica e migração de cloretos’, conta, sobre a escolha do tema, que surgiu pela “importância crescente de se considerar fortemente a necessidade de aumentar a durabilidade e ecoeficiência do concreto, que é o material estrutural mais utilizado mundialmente”. O autor comenta que “no Brasil não é diferente, pois a grande maioria das edificações nacionais é suportada por estruturas de concreto armado. Neste contexto, não se pode ignorar a relevância de se dominar os meios possíveis para tornar o concreto mais amigável ao meio ambiente associando isso à elevação da durabilidade e desempenho das edificações”.

Para o professor Medeiros, “a divulgação dos trabalhos acadêmicos são sempre importantes, pois este tipo de meio pode potencializar o possível impacto dos estudos desenvolvidos nas universidades nacionais, ainda mais uma revista com mais de 450 mil acessos como a Revista Técnico-Científica do Crea-PR”. Além disso, “a interação entre a universidade e a indústria precisa aumentar e isso pode ocorrer a partir de bons trabalhos e sua divulgação em meios que permeiem as informações para a área técnica e científica, gerando mais discussão e interação entre academia e mercado”, diz. Por ser uma área atual e de grande relevância, na UFPR existe um Grupo de Pesquisa em Patologia e Reabilitação das Construções vinculado ao Centro de Estudos em Engenharia Civil (CESEC) e ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Construção Civil (PPGECC), formado por professores da UFPR e de instituições como a Universidade de Ottawa (Canadá), a Universidade Politécnica da Catalunha (Espanha), Universidade de Loughborough (Inglaterra). A atuação do grupo envolve projetos financiados pela Capes, CNPq, Fundação Araucária, Agência Nacional de Águas, Parque Tecnológico de Itaipú, entre outras. “O grupo atua formando cabeças pensantes e competentes na graduação, mestrado e doutorado, gerando profissionais com senso crítico para introduzir aprimoramentos na construção civil, seja na construção de novas estruturas, seja no seu processo de reabilitação”, afirma Medeiros.

Junto com o professor, fazem parte da equipe desta pesquisa Emanoel Cunha Araújo, mestrando em Engenharia de Construção Civil – PPGECC-UFPR, e os professores na mesma instituição, Dr. Ronaldo A. Medeiros-Junior e Dr. Ricardo Pieralisi.

Mateus Edilson Gomes Dobrovolski, mestrando em Engenharia de Construção Civil – PPGECC-UFPR, um dos autores do artigo ‘Influência do silicato de sódio neutro na degradação de pastas de cimento Portland submetidas ao ataque por ácido sulfúrico’, conta que a ideia do tema “surgiu da necessidade observada pelo doutorando Jayson Godinho e pelo professor Marcelo Medeiros de se estudar meios de aumentar a vida útil de compostos cimentícios utilizados em estações de tratamento de esgoto, visto que estes materiais estão sob constante ação de efluentes e bactérias”.

O engenheiro conta que “como pesquisadores, buscamos sempre produzir os melhores trabalhos possíveis, buscando inovações no ramo dos materiais de construção. Assim, nosso objetivo é divulgar nossas pesquisas, tanto no meio científico, como para a sociedade em geral, de modo que elas possam ser aplicáveis na construção propriamente dita. Por isso é tão importante para nós a publicação em revistas científicas”. E complementa “publicar na Revista Técnico-Científica do Crea-PR, uma revista com um alcance tão grande, é uma das melhores formas de cumprimos nosso objetivo: após tanto trabalho, podemos divulgar nossas pesquisas, tanto para outros pesquisadores, como para engenheiros inseridos no mercado de trabalho, de forma que nosso trabalho possa trazer um impacto para nossa sociedade”.

Fazem parte ainda da equipe deste trabalho os demais mestrandos em Engenharia de Construção Civil – PPGECC-UFPR- Guilherme da Silva Munhoz, Bruno Leandro Nenevê e Roberto Luiz Dias; Jayson Pereira Godinho, doutorando em Engenharia de Construção Civil – PPGECC-UFPR, e o Dr. Marcelo Henrique Farias de Medeiros, professor da UFPR.

Acesse aqui a publicação completa da Revista Técnico-Científica do Crea-PR com os artigos do 4º Simpósio Paranaense de Patologia das Construções.

Tem interesse em publicar um artigo na Revista Técnico-Científica do Crea-PR?

Para que um artigo seja publicado na revista Técnico-Científica do Crea-PR, é necessário que o autor seja um profissional registrado no sistema Confea/Crea. Já os coautores, não precisam do registro.

Acesse aqui todas as informações sobre os critérios e como realizar a submissão de artigos. No menu, clique em ‘Sobre’ e veja as informações em ‘Submissões’.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marca do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea Marca da Mútua Selo do Acesso à Informação Marca da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-PR - CMA Marca do Portal de Informações SEI! Crea-PR

Marca do Programa Casa Fácil Marca da Biblioteca Virtual do Crea-PR Marca do CreaJr-PR Marca do Portal da Educação Marca do ProCrea Marca da Revista Técnico-científica do Crea-PR Marca do Sistema de Informações Geográficas do Crea-PR - SIG Marca da Ouvidoria do Crea-PR

Voltar ao topo