Marca do Crea-PR para impressão
https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/27000

Manhã do EPEC debate infraestrutura do Estado

7 de novembro de 2019, às 15h41


Na manhã desta quinta-feira (07) a programação do 45º Encontro Paranaense de Entidades de Classe e do 28º Fórum de Inspetores iniciou com a apresentação sobre a Câmara de Mediação e Arbitragem com o mediador Engenheiro Eletricista Claude Frank Lowenthal. Durante a palestra, o Engenheiro falou dos principais aspectos da mediação, “uma forma de resolver conflitos, em que uma terceira pessoa, o mediador, atua como facilitador da interação e do diálogo entre as partes”. Para ele, nesta forma de trabalho as pessoas envolvidas são conduzidas a uma maior compreensão das respectivas posições e interesses. A mediação ocorre de forma privada, sigilosa e rápida, sem a interferência do mediador no mérito do litígio, já que ele deve ser imparcial e neutro, e tem o objetivo de encontrar a melhor solução para a situação. “Este método necessita de boa fé, boa vontade e cooperação das pessoas envolvidas, visto que a solução vem delas”, diz Claude.

Na sequência da fala sobre Mediação e Arbitragem, teve início o painel “Infraestrutura para o Estado do Paraná”, que contou com a participação do  Presidente do Crea-PR, Ricardo Rocha de Oliveira, do Engenheiro Civil João Carlos Ortega, Secretário da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas do Paraná, do Superintendente Executivo do Paranacidade, Engenheiro Agrônomo Álvaro José Cabrini Junior, do Diretor Presidente da Ferroeste – Estrada de Ferro Paraná Oeste S/A, Engenheiro Civil André Luis Gonçalves, da Engenheira Civil Jamile Luzzi Elias, Diretora de Engenharia e Manutenção do Porto de Paranaguá, a Coordenadora de Gestão de Planos e Programas de Infraestrutura e Logística – CGPP, Josil do Rocio Voidela Baptista, o Coordenador Técnico do DER, Roberto Abaggio dos Santos, e a Coordenadora da Câmara Especializada de Engenharia Civil do Crea-PR, Célia da Rosa.

“O Paraná tem um grande gargalo relacionado ao ao segmento da infraestrutura que diz respeito a qualidade dos projetos de engenharia que são apresentados para a captação de recursos. Eles não trazem memorial descritivo, lista de quantitativos e orçamentos detalhados, apenas o esboço de um desenho. Precisamos fomentar a capacitação dos profissionais para melhorar a qualidade dos projetos da área de engenharia”, ressaltou o Superintendente Executivo do Paranacidade, Engenheiro Agrônomo Álvaro José Cabrini.

O  Engenheiro Civil João Carlos Ortega, destacou os projetos Cidades Inteligentes e Portal dos Municípios realizados pela SEDU e foi questionado sobre a existência de uma política pública para a questão das calçadas. “Nosso projeto de Cidades Inteligentes contempla essa questão das calçadas, até lá, temos entrado como contrapartida em  diversas propostas liberando recursos e desenvolvemos as rotas acessíveis em muitos bairros”, disse Ortega, que explanou também sobre a Política Estadual de Desenvolvimento Urbano e Regional (Inclusão das Regiões Deprimidas) e os Planos de Desenvolvimento Urbano Integrados das Regiões Metropolitanas de Cascavel, Londrina e Maringá.

A situação do trecho da BR 323 também foi questionado pelos participantes. Segundo o Coordenador Técnico do DER, este trecho está contemplado nas novas concessões e terá como foco a continuação da duplicação que vai até a ponte do Rio Ivaí.

“É cada vez mais necessário que os Engenheiros pensem de forma estratégica, para trazer soluções inteligentes para as necessidades de infraestrutura de nossas cidades”, frisou o Presidente do Crea-PR, finalizando o debate.

 Inovação e Boas Práticas das Entidades de Classe

No final da manhã, representantes das dez Entidades de Classe que concorrem ao Prêmio Inovação e Boas Práticas apresentaram aos participantes seus projetos (abaixo). As informações sobre os projetos e o link para a votação podem ser acessados aqui.

A votação permanece aberta até às 12h desta sexta, dia 08/11. Os três projetos mais votados serão premiados durante a cerimônia do Premio Crea de Qualidade, que acontece na noite do dia 08.

Stand da AREA na Expo Rondon 2019 – Associação Regional dos Engenheiros e Arquitetos de Marechal Cândido Rondon – AREA-MCR

Torneio de Futebol Interagros – Associação dos Engenheiros Agrônomos de Pato Branco – AEAPB

Gincana Agronômica AREAC FAG – Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel – AREAC

Projeto de Instalações – Alas Branca e Amarela Pronto Socorro de Ponta Grossa – Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa – AEAPG

Hackathon do Sistema – Hackathon do Crea – Associação Profissional dos Geógrafos do Paraná – APROGEO

Estratégia para Retenção e Captação de Associados e Valorização da Marca – Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina – CEAL

 Aplicativo Engenharia Ambiental WEB – Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais – APEAM

Coworking e biblioteca de normas – Associação Regional de Engenheiros e Arquitetos de Pato Branco – AREA-PB

Inovação Tecnológica no Mercado da Engenharia – Associação de Engenheiros e Arquitetos de Maringá – AEAM

Sistema de Inscrições para eventos em meio Eletrônico – Associação Paranaense dos Engenheiros de Segurança – APES

 

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marca do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea Marca da Mútua Selo do Acesso à Informação Marca da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-PR - CMA Marca do Portal de Informações SEI! Crea-PR

Marca do Programa Casa Fácil Marca da Biblioteca Virtual do Crea-PR Marca do CreaJr-PR Marca do Portal da Educação Marca do ProCrea Marca da Revista Técnico-científica do Crea-PR Marca do Sistema de Informações Geográficas do Crea-PR - SIG Marca da Ouvidoria do Crea-PR

Voltar ao topo