Marca do Crea-PR para impressão
https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/27052

Novembro Azul – O Crea-PR apoia esta campanha

11 de novembro de 2019, às 12h14


Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. O movimento surgiu na Austrália, em 2003, chamado Movember, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado no dia 17 de novembro. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

O Conselho apoia esta campanha por meio de ações realizadas pelo Comitê de Responsabilidade Socioambiental Corporativa do Crea-PR. Fique atento e participe você também com a #NOVEMBROAZULCREAPR nas suas redes sociais.

Saiba mais

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, é o segundo tipo mais comum. A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

A estimativa para o biênio 2018/2019, é que no Brasil sejam registrados 68.220 novos casos de câncer de próstata, equivalente a 31,7% de todos os tipos de tumores em homens. Esse número chega até a superar a projeção para câncer de mama em mulheres, para o mesmo período, que é de 59.700 de novos casos.

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. É um órgão pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso), envolvendo a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

É a doença mais comum entre os homens acima de 50 anos e o aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

Os fatores que podem contribuir para aumentar o risco são:

  • idade acima de 50 anos;
  • casos na família (hereditariedade e/ou estilos de vida similares);
  • excesso de gordura corporal;
  • disfunções hormonais;
  • sedentarismo;
  • tabagismo e consumo excessivo de álcool;
  • exposições a aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio), arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas.

Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. A maioria, porém, cresce de forma tão lenta (pode levar cerca de quinze anos para atingir 1 cm³ ) que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem.

Alguns sinais de alerta são:

  • dificuldade de urinar;
  • dor ou ardor ao urinar;
  • diminuição do jato de urina;
  • necessidade de urinar várias vezes durante a noite ou o dia;
  • sangue na urina.

Na maior parte das vezes, esses sintomas não são causados por câncer, mas é importante que eles sejam investigados por um médico. Os principais métodos de tratamento são quimioterapia, radioterapia e cirurgia, ou uma combinação dos mesmos.

Como evitar o câncer de próstata?

  • Pratique exercícios físicos regularmente;
  • Tenha uma alimentação saudável;
  • Não fume;
  • Beba moderadamente;
  • Cuide da sua saúde mental;
  • Evite ambientes poluídos;
  • Evite o consumo de alimentos com agrotóxicos;
  • Faça exames de saúde periodicamente.

Não deixe de fazer os exames preventivos e incentive aqueles a sua volta a fazer o mesmo.

Fonte: Instituto do Câncer em www.inca.gov.br <acesso em 30/09/2019>

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marca do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea Marca da Mútua Selo do Acesso à Informação Marca da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-PR - CMA Marca do Portal de Informações SEI! Crea-PR

Marca do Programa Casa Fácil Marca da Biblioteca Virtual do Crea-PR Marca do CreaJr-PR Marca do Portal da Educação Marca do ProCrea Marca da Revista Técnico-científica do Crea-PR Marca do Sistema de Informações Geográficas do Crea-PR - SIG Marca da Ouvidoria do Crea-PR

Voltar ao topo