Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/30085>.
Acesso em 02/04/2020 às 08h46.

CreaJr-PR aproxima estudantes de Engenharia, Agronomia e Geociências do sistema profissional

Programa viabiliza o conhecimento sobre o órgão regulador da futura profissão

23 de março de 2020, às 14h07 - Tempo de leitura aproximado: 4 minutos

Criado em 2005, o Programa CreaJr-PR segue o objetivo de aproximar os estudantes das áreas de Engenharia, Agronomia e Geociências do Sistema Profissional Confea/Crea-PR. A iniciativa viabiliza o conhecimento sobre o órgão regulador da futura profissão, sua estrutura e organização e incentiva os futuros profissionais à prática do exercício profissional ético e responsável.

No Paraná, os membros dirigentes dividem-se em oito Comissões Acadêmicas Regionais (CARs), conforme as oito Regionais Administrativas do Crea-PR. Na comissão da Regional Pato Branco, por exemplo, o coordenador é Leonardo Bomfim Belotto, acadêmico do oitavo período Agronomia da UTFPR – Câmpus Pato Branco e bolsista de iniciação científica do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná).

Belotto assumiu a coordenadoria regional no fim de 2019 e conta que o principal desafio dos dirigentes atuais é incentivar os acadêmicos a participar do programa. “Queremos incentivar os estudantes a conhecer o CreaJr-PR. Procuramos nos aproximar dos futuros profissionais, para saber o que eles almejam do Crea-PR e o que o Conselho estabelece para as profissões”, detalha.

O coordenador relata que a UTFPR tem uma disciplina que aborda os temas do Sistema Confea/Crea, mas que muitos acadêmicos não sabem quais são as atribuições do Conselho. “A participação no programa ajuda a entender que o Crea-PR fiscaliza o exercício das Engenharias, Agronomia e Geociências”, justifica Belotto.

No Paraná, são 6 mil membros cadastrados no CreaJr-PR. Os eventos do programa geram horas complementares, importantes para os acadêmicos. Também há o memorial de experiências para emissão de registro de atividade técnico-acadêmica (RTA); e o banco de estágios, disponibilizado na área restrita do CreaJr-PR, para cadastro do currículo do estudante que será visualizado pelas empresas registradas no Crea-PR, entre outros benefícios.

O Engenheiro Civil Vitor Guerra, coordenador do curso de Engenharia Civil e coordenador do Núcleo de Engenharias e Arquitetura da Faculdade Mater Dei, de Pato Branco, é um apoiador do programa na instituição de ensino.

“A concepção do CreaJr-PR é extremamente benéfica para o acadêmico dos cursos de Engenharia. Comumente, o Engenheiro só começa a ter contato com o Conselho Profissional depois de formado. No Paraná, o contato é antecipado e os participantes conhecem antes as obrigações e direitos profissionais. Assim, conseguem inserir-se facilmente e exercer suas funções na sociedade”, avalia Guerra.

Usando o sudoeste como exemplo, além do CreaJr-PR, os acadêmicos têm a oportunidade de participar também de entidades de classe. A AEA-PB (Associação dos Engenheiros Agrônomos de Pato Branco) e a Area-PB (Associação Regional de Engenheiros e Arquitetos de Pato Branco) promoveram alterações em seus estatutos para permitir a participação de estudantes.

O presidente da Area-PB, Engenheiro Eletricista Sergio Luiz Masutti, diz que a medida foi tomada para incentivar a participação nas entidades. “É importante formar lideranças mais cedo. Precisamos de renovação e, normalmente, no início da carreira, há pouco envolvimento dos profissionais”, observa. Masutti, atualmente Inspetor na Inspetoria de Pato Branco do Crea-PR, é professor aposentado da UTFPR – Câmpus Pato Branco. “Quando estava na universidade, sempre incentivei os acadêmicos a participar do CreaJr-PR. Há uma abertura para que eles possam participar do Sistema Confea/Crea a partir CreaJr-PR. Saber que o Crea-PR é um dos melhores do país, pelas inovações que tem promovido. A inserção do estudante no Sistema Profissional é fundamental”, aponta.

Masutti também salienta a ética como outro ponto importante do CreaJr-PR. “Os acadêmicos passam a enxergar antes a importância do exercício ético da profissão.”

O programa

O CreaJr-PR é aberto a todas as instituições de ensino paranaenses, tanto as de nível superior quanto as de nível tecnológico. Todos os estudantes de cursos relacionados ao Sistema Confea/Crea de instituições de ensino paranaenses, devidamente matriculados, podem participar, gratuitamente.

Benefícios

Após cadastrar-se no CreaJr-PR, o estudante tem acesso a:

– impressão online da carteira de membro do CreaJr-PR, aceita em algumas entidades de classe para conceder descontos em cursos que promovem;

– banco de estágios – constam as vagas de estágio ofertadas pelas empresas registradas no Crea-PR; espaço para cadastrar o currículo do estudante e que as empresas poderão visualizar; e também as vagas de estágio do CIEE;

– memorial de experiências – para emissão de RTAs;

– publicação de artigos e trabalhos na Biblioteca Virtual do Crea-PR;

– participação em reuniões e eventos do Crea-PR (sendo membro dirigente do programa); entre outros.

Como participar

Os interessados podem acessar o Blog do CreaJr-PR ou entrar em contato com Leonardo Bomfim Belotto, coordenador regional do programa no Sudoeste (telefone 42 99842-3213).


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *