Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/34422>.
Acesso em 17/01/2021 às 07h23.

No Sistema desde 1996, Galafassi agora ocupa cadeira no pleno federal

6 de janeiro de 2021, às 15h50 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

Representando o Paraná, o eng. agr. Daniel Roberto Galafassi irá compor o plenário do Confea a partir de 1º de janeiro de 2021. Ao federal, traz a experiência de conselheiro regional e dirigente de entidades de classe.

Natural de Cascavel (PR), Galafassi cursou agronomia na Universidade Federal do Paraná. Estreou na profissão trabalhando em cooperativa agropecuária e, em seguida, em empresas fabricantes de produtos agropecuários. Há 30 anos, é sócio da empresa Plantplan – Planejamento e Assistência Técnica Agronômica Ltda., que tem sede no município paranaense.

Em 1996, assumiu o posto de conselheiro suplente do Crea-PR. No ano de 2002, retornou como titular e, em 2011, foi eleito novamente, permanecendo por dois mandatos. Durante esse período, participou de comissões, grupos de trabalho e, por duas vezes, foi coordenador da câmara de agronomia. Em 2018, compôs grupo de trabalho do Confea dedicado à temática “Crédito rural e assistência técnica”.

No setor classista de Cascavel, Galafassi presidiu a Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos, o Conselho de Sanidade Agropecuário e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário. No estado paranaense, foi diretor da Federação dos Engenheiros Agrônomos e do Sindicato dos Engenheiros. Atualmente é presidente da Associação Paranaense de Planejamento Agropecuário (Apepa) e membro do Conselho Consultivo da Mesorregional Oeste do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (Iapar-Emater).

Confira as propostas de Daniel Galafassi para o mandato 2021-2023, que será desempenhado ao lado da suplente Márcia Helena Laino (em breve, o site do Confea irá publicar entrevista com ela):

Site do Confea:  Quais as expectativas e desafios para os próximos três anos? Diante disso, qual a proposta de trabalho para o mandato?

Daniel Galafassi: Como principal expectativa está a contribuição na valorização dos profissionais, bem como na integração das entidades de classe. Como proposta, pretendo estar atento às demandas dos profissionais por meio das respectivas entidades de classe, procurando atender às propostas juntamente com os demais conselheiros federais. Além disso, ter um relacionamento próximo com o Crea-PR, no sentido de também atender aos anseios dos profissionais e da sociedade. Como minha suplente é a engenheira agrônoma Márcia Helena Laino, pretendemos realizar uma gestão compartilhada, com a valorização das mulheres profissionais do Sistema, por meio da participação de comissões e outros fóruns.

Site do Confea:  Qual a importância de representar o estado do Paraná no plenário federal?
DG:
É uma honra representar este Estado de extrema importância para o Brasil, principalmente com o apoio dos profissionais por meio de uma candidatura única, redobrando a responsabilidade em representar a engenharia, agronomia e geociências do Paraná.

Site do Confea:  O senhor tem acompanhado os trabalhos do plenário do Confea nos últimos anos? Quais projetos e assuntos aprovados mais relevantes que o senhor destacaria?

DG: Tenho acompanhado com muito otimismo os posicionamentos do Confea, destacando as ações de defesa das profissões, no acompanhamento de Projetos de Lei junto ao Congresso Nacional, bem como na busca da interação com os profissionais e na valorização das profissões. Além disso, tenho acompanhado a aproximação com o Ministério da Educação, no sentido de atender às propostas de melhoria do setor.

Site do Confea:  Três novas conselheiras, entre titulares e suplentes, irão compor o plenário neste próximo mandato. Umas delas, é a sua suplente. Como o senhor avalia a importância da representatividade feminina no plenário?

DG: Com o objetivo de uma maior participação e representatividade das profissionais é que realizei a composição com a engenheira agrônoma Márcia Helena Laino, como conselheira suplente. A partir de ações coordenadas por essas profissionais e com o apoio dos demais conselheiros federais, teremos, com certeza, uma soma de esforços na valorização e na integração de todas as profissionais junto ao Sistema Confea/Crea.

Texto: Julianna Curado – Equipe de Comunicação do Confea


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *