Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/36158>.
Acesso em 16/04/2021 às 16h31.

Colégio de Inspetores realiza reunião para alinhar o trabalho da gestão 2021-2023

7 de abril de 2021, às 19h19 - Tempo de leitura aproximado: 5 minutos

Nesta quarta-feira, 07 de abril, aconteceu a primeira reunião do ano do Colégio de Inspetores do Crea-PR, com os coordenadores regionais eleitos em março nos encontros de Governança Cooperativa. Com a participação do presidente do Crea-PR, engenheiro civil Ricardo Rocha, e conduzida pela gerente do Departamento de Fiscalização (Defis), engenheira ambiental Mariana Maranhão, a reunião teve na pauta a eleição do coordenador estadual e do adjunto, atualização sobre a situação da fiscalização e como está funcionando este trabalho, denúncias, o papel do gestor de fiscalização e o calendário geral do ano.

Reunião do CDIN

O presidente explica que “os inspetores desempenham um importante papel junto ao Crea-PR, pois eles têm a função de aprimorar o processo fiscalizatório do Conselho, exigir e buscar a efetiva participação dos profissionais nas obras e serviços, e contribuir nas discussões de políticas públicas de desenvolvimento do Estado”. Ele comentou ainda sobre a atuação dos inspetores como representantes do Crea-PR, “que precisam estar sempre próximos do Conselho e alinhados com o nosso Planejamento Estratégico”. Comentou ainda sobre o método que está sendo utilizado para a execução do Planejamento, com o formato de entregas rápidas, de valorizar cada conquista de objetivo, e que os inspetores devem também levar como mote para sua atuação.

Para a gerente Mariana, a fala do presidente “foi um desafio lançado para essa nova equipe de inspetores”. Ela explicou como deve funcionar o trabalho deles, sobre produtos desenvolvidos para os profissionais e falou ainda de três objetivos do Planejamento Estratégico, relacionados a processos, que estão ligados ao trabalho dos inspetores: (4) combater o exercício ilegal e não ético da profissão; (5) intensificar a modernização e a desburocratização do Conselho; (6) elevar a segurança do processo de registro e certificação de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica).

A engenheira falou ainda do trabalho de orientação aos profissionais, realizado pelos agentes fiscais, explicando todos os objetivos e a maneira de atuação. A orientação gera frutos positivos, pois já nessa etapa acontece de muitas empresas e profissionais regularizarem sua situação. Mostrando os números registrados, a gerente apresentou resultados da fiscalização nesse período de pandemia, explicou como é feita a fiscalização remota, ou por telefone, em diversas áreas. “Mesmo de forma remota conseguimos realizar um bom trabalho neste período desde o início da pandemia, atendendo ao planejamento adaptado e às denúncias, dentro do possível conforme a situação em cada cidade. Foram encontradas irregularidades e demos continuidade nos processos abertos”, disse a gerente do Defis.

Os agentes fiscais têm participado de treinamentos em diversos temas, que podem ser feitos por conselheiros e até inspetores, então ficou aberto o espaço para que estes profissionais tenham a oportunidade de falar aos fiscais sobre as suas áreas específicas. “Queremos aproximar cada vez mais a fiscalização dos conselheiros e inspetores, e essa ação de treinamento, conversa, é uma ferramenta eficiente para isso”, diz Mariana.

O engenheiro civil Giovanne dos Santos Leite, da Regional Londrina, foi escolhido como coordenador estadual do Colégio de Inspetores. “Espero poder dar continuidade ao bom trabalho que estava sendo feito e agradeço a disponibilidade de trabalho de todos os inspetores”, diz. Como coordenador-adjunto, foi escolhido o engenheiro de segurança do trabalho José Aparecido Leal, da Regional Ponta Grossa.

A gerente Mariana Maranhão fala do papel dos conselheiros gestores de Fiscalização das Câmaras Especializadas de Engenharia

A gerente Mariana tem boa expectativa para este ano com a entrada dos novos inspetores e a possibilidade de realizar um trabalho mais aprofundado, já que o período de mandato dobrou a partir deste ano. “A gestão dos inspetores passou de um ano e meio para três anos, podendo ser reeleito por mais três. Isso faz com que os trabalhos tenham continuidade, assim os inspetores já conhecem mais o Sistema Profissional, sobre como funciona a fiscalização, o quê e como indicar para fiscalizar. Além disso, ele também aumenta a sua representação entre seus pares, se tornando referência em assuntos relacionados ao Sistema. Muitos inclusive acabam se tornando conselheiros no futuro, já entrando com uma bagagem grande para julgamento nos nossos processos”, comenta.

Eleição de Inspetores

Os inspetores que iniciaram a gestão em janeiro foram eleitos em agosto de 2020, com a votação de 2.813 profissionais registrados no Crea-PR, que escolheram esses 153 inspetores que irão atuar em todo o Estado, no mandato 2021-2023. O pleito ocorreu para eleger inspetores de seis modalidades, um para cada Câmara Especializada (Agronomia, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Metalúrgica, Engenharia Química, Geologia e Minas, e Agrimensura e Engenharia de Segurança do Trabalho), nas 35 inspetorias do Crea-PR. Com o novo regulamento, os inspetores passam a ter mandato coincidente com o do presidente do Crea-PR.

Colégio de Inspetores

Implantado no Crea-PR em 2018, o Colégio de Inspetores foi criado com o intuito de ser um colegiado profissional qualificado que conhece as demandas do dia a dia profissional e colabora no desenvolvimento de ações que definem os rumos do Conselho. “Desta forma temos a oportunidade de ampliar o debate de assuntos estratégicos relacionado às profissões, com a participação e o suporte dos mais de 80 mil profissionais representados pelo Colégio Estadual de Inspetores. Além disso, a sociedade conta com uma estrutura que traz respostas ainda mais rápidas para as suas demandas”, destaca o presidente Ricardo.

Clique aqui e veja a estrutura e implantação do Colégio de Inspetores.

Coordenadores Regionais

No mês de março os coordenadores regionais do Colégio de Inspetores foram eleitos nos encontros de Governança Cooperativa. Saiba quem são eles.

REGIONAL NOME TÍTULO
APUCARANA Coordenador Gerson Torres Pereira Neto Engenheiro Eletricista
Coord Adjunto Gustavo Pedraçoli Nascimento Engenheiro de Segurança do Trabalho
CASCAVEL Coordenador Luana Veber Engenheira Eletricista
Coord Adjunto Caroline Falchembak Engenheira Ambiental
CURITIBA Coordenador Moacir da Silva Amaral Engenheiro Eletricista
Coord Adjunto Éros Tissot Schuartz Engenheiro Agrimensor
GUARAPUAVA Coordenador Marshall Watson Herbert Engenheiro de Segurança do Trabalho
Coord Adjunto Bruna Caitano Orizio Engenheira Civil
LONDRINA Coordenador Giovanne dos Santos Leite Engenheiro Civil
Coord Adjunto Maria Clarice de Oliveira Rabelo Engenheira Civil
MARINGÁ Coordenador Marcos Antonio Pintor Junior Engenheiro Mecânico
Coord Adjunto Marcus Vinicius Goda Gimenes Engenheiro Agrônomo
PATO BRANCO Coordenador Barbara Meurer Engenheira Civil
Coord Adjunto William Cezar de Souza Pollonio Machado Engenheiro Químico
PONTA GROSSA Coordenador José Aparecido Leal Engenheiro de Segurança do Trabalho
Coord Adjunto Paula Carolina de Mattos Engenheira Agrônoma

Texto: Débora Pereira  – Comunicação Crea-PR


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *