Marca do Crea-PR para impressão
https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/362

Sistema CONFEA/CREA discute ações para prevenção de catástrofes

4 de abril de 2011, às 13h40


IMG_3548O 1º Seminário Internacional de Refundação Solidária do Haiti, que aconteceu de 29 a 31 de abril em Foz do Iguaçu, resultou em apoio ao fortalecimento do Colégio de Engenheiros e Arquitetos do Haiti e também refletiu sobre a necessidade de se consolidar um Plano Nacional de Prevenção a Catástrofes.

Para o engenheiro agrônomo Kleber de Souza Santos, coordenador do GT Haiti, o seminário marcou o início de uma efetiva colaboração do Sistema CONFEA/CREA na reconstrução do Haiti, que ainda sofre os efeitos devastadores do terremoto que aconteceu em janeiro de 2010.

“Este seminário foi mais uma ação dentro do projeto maior do Sistema que é o Pensar as Américas. Buscamos uma grande articulação para refletir sobre projeto de desenvolvimento numa visão conjunta e solidária”, afirmou o presidente do CONFEA, engenheiro civil Marcos Túlio de Melo. Segundo ele, o encontro visou auxiliar na organização e articulação dos profissionais do Haiti para que possam se fortalecer e atuar na reconstrução do País.

Para a ministra de Planejamento e Habitação da Costa Rica e presidente da União Panamericana de Associações de Engenheiros (UPADI), é necessário auxiliar os haitianos, mas também levar em conta suas reais necessidades e suas preferências nas decisões. “A intenção não é impor um modelo e sim discutir a melhor solução”, analisou.
O superintendente de Energias Renováveis da Itaipu Binacional, Cícero Bley Jr representou o diretor geral brasileiro de Itaipu, Jorge Miguel Samek na abertura do evento. Ele apresentou o trabalho do Comitê de Solidariedade ao Haiti, que nasceu da ação espontânea dos funcionários da Hidrelétrica, juntamente com outras 15 instituições que decidiram unir forças para arrecadar fundos que viabilizem projetos de ajuda humanitária, econômica e de reconstrução do Haiti.

Bley falou sobre os projetos e sobre a grande dificuldade de operar e implantar as ações no Haiti. “Primeiro o acesso era difícil devido às conseqüências do terremoto. Em seguida veio o surto de cólera, o que impediu as ações das missões brasileiras. Ainda estamos trabalhando para conseguir implantar os projetos”, disse.
O presidente do CREA-PR, engenheiro agrônomo Álvaro Cabrini Jr, anfitrião do encontro, lembrou a importância do auxílio para reconstrução do Haiti. “A nossa intenção é de prestar solidariedade e também de aprender com a experiência do Haiti para criarmos um Plano Nacional de Prevenção de Catástrofes.

Para o vice-presidente do Colégio de Engenheiros e Arquitetos do Haiti, Gerard Emile Brun, o apoio será fundamental para que os profissionais se unam no País. “O Colégio está formalmente embasado, mas desativado há mais de 20 anos. Precisamos do apoio para nos organizar e relançarmos a instituição que terá uma função primordial reconstrução do País”, afirmou.

Participou do seminário ainda o diretor técnico da Federação Brasileira de Associações de Engenheiros (Febrae), Alexandre Santos. Como resultado do encontro foi firmada uma Carta Compromisso de auxílio ao fortalecimento do Colégio e de ações solidárias no Haiti.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marca do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea Marca da Mútua Selo do Acesso à Informação Marca da Câmara de Mediação e Arbitragem do Crea-PR - CMA Marca do Portal de Informações SEI! Crea-PR

Marca do Programa Casa Fácil Marca da Biblioteca Virtual do Crea-PR Marca do CreaJr-PR Marca do Portal da Educação Marca do ProCrea Marca da Revista Técnico-científica do Crea-PR Marca do Sistema de Informações Geográficas do Crea-PR - SIG Marca da Ouvidoria do Crea-PR

Voltar ao topo