Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/36337>.
Acesso em 14/06/2021 às 06h46.

Comitê Mulheres do Crea-PR realiza encontros online com as Regionais

Durante os meses de março e abril as participantes do Comitê se reuniram para debater o Plano de Trabalho deste ano

15 de abril de 2021, às 9h53 - Tempo de leitura aproximado: 12 minutos

Do dia 22 de março a 12 de abril aconteceram os encontros do Comitê Mulheres em todas as Regionais do Crea-PR: Apucarana, Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco e Ponta Grossa.

Nos encontros, conduzidos pela coordenadora estadual do Comitê Mulheres, engenheira civil Karlize Posanske, foi apresentado o Plano de Trabalho para 2021, esclarecimentos sobre como funciona a representação regional feita pelas participantes e como deve ser a atuação regional, além de assuntos como a representação das mulheres nas áreas das Engenharias, Agronomia e Geociências, relações de trabalho e oportunidades de mercado.

“É um desafio para mim, este ano pela primeira vez como conselheira do Crea e agora coordenadora do Comitê Mulheres. Contamos com a colaboração de todas as participantes no estado para as nossas ações e já agradeço por podermos levar o Comitê adiante mesmo nessa situação de pandemia, com todas contribuindo para que dê tudo certo”, declara a coordenadora.

Auxiliando na condução dos encontros, estavam a coordenadora-adjunta e também conselheira do Crea-PR, engenheira de segurança do trabalho, Elizandra Sartori, a assessora engenheira civil Vivian Baêta de Faria, e a agente administrativa Fabíola Lúcia Mendes. A engenheira Elizandra comenta: “estamos distantes porque trabalhamos espalhadas pelo estado, em lugares diferentes, então cada uma conhece bem a realidade de sua Regional e pode contribuir com isso para as ações do Comitê, aproximando dessa forma e aumentando a representação das profissionais no Paraná”.

No Plano de Trabalho para 2021 as metas são planejar e implementar políticas de inserção profissional para as mulheres do Sistema Confea/Crea no Paraná e participar da formulação de políticas no Sistema nacional; apoiar as iniciativas que valorizem o trabalho voltado para a participação das mulheres. Para chegar nessas metas, foram definidas diversas ações que serão realizadas em conjunto.

Participaram também os gerentes regionais Jeferson Ubiali (Apucarana), Geraldo Canci (Cascavel), Eduardo Ramires (Curitiba), Thyago Nalim (Guarapuava), Edgar Tsuzuki (Londrina), Hélio Xavier (Maringá), Diogo Colella (Pato Branco) e Ana Paula Afinovicz (Ponta Grossa).

Encontros Regionais

Regional Maringá – 22/03

As representantes regionais, escolhidas em 2020, decidiram permanecer:

Coordenadora: Eng. Civil Keila Regina Uezi

Coordenadora-adjunta: Eng. Civil Gabrielli Milani

Representante: Eng. Agr. Patricia Rosin Carnelossi

Keila afirmou que quer continuar porque “em 2020 foram muitas mudanças e com todas as adaptações necessárias não conseguimos realizar muitas ações do Comitê, mas agora em 2021 já estamos mais adaptados com todo esse formato online, e tenho certeza que conseguiremos realizar muito mais coisas”. Ela ainda agradeceu a participação das profissionais que ainda não são tão envolvidas com o Crea mas que estão participando, se interessando e  se aproximando. Patricia compartilha da mesma ideia, também “gostaria de continuar como representante porque ano passado não conseguimos realizar muitos trabalhos, então quero dar continuidade ao Comitê neste ano”.

A assessora Vivian agradece a presença de todas e afirma que “esse é mesmo o objetivo, de trazer cada vez mais as profissionais para se aproximarem do Sistema, que cada vez mais mulheres estejam conosco, se aproximando da representação”.

Em Maringá teve a participação da conselheira federal engenheira agrônoma Marcia Laino, que afirma ser “uma satisfação estar junto de um grupo de mulheres que em meio à correria do dia a dia, com casa, família, filhos, estudos, e o trabalho,  ainda encontram um momento para estar debatendo e organizando ideias que possam trazer benefícios e melhorias em suas áreas de atuação e à sociedade em geral. Gosto sempre de lembrar que nós mulheres somos maravilhosas e quando reunidas podemos ir além de qualquer expectativa!”, declara, motivando as demais.

A reunião do Comitê Regional em Maringá teve uma grande participação de profissionais, chegando a 49 pessoas. Algumas profissionais participaram pela primeira vez da reunião do Comitê e sentiram-se motivadas a continuar essa aproximação. “Eu agradeço o convite, é importante fortalecer a atuação das mulheres na Engenharia. Na próxima, pode enviar convite novamente”, diz a engenheira Ana Raiza Ciscoto Yoshioka. “É uma satisfação estar junto a um grupo de mulheres que em meio de toda a correria do dia a dia, com casa, família, filhos, estudos, e o trabalho propriamente dito,  ainda encontram um momento para estar debatendo e organizando ideias que possam trazer benefícios e melhoras a suas áreas de atuação e à sociedade em geral. Gosto sempre de lembrar que nós mulheres somos maravilhosas e quando reunidas podemos ir além de qualquer expectativa!”, declara a engenheira Rita de Cassia Faria Gomes Ferreira. “Foi um prazer participar, gostaria muito de me engajar com vocês no Comitê”, se manifesta a engenheira Luzia Mara Mendes Ferrer Amorim.

Regional Curitiba – 23/03

Já na apresentação do Plano de Trabalho pela coordenadora Karlize, as profissionais presentes se manifestaram dando ideias de ações. O gerente Eduardo Ramires também sugeriu a participação do Comitê em eventos do calendário do Crea-PR.

As gestoras do Comitê em Curitiba permaneceram:

Coordenadora: Eng. Cartógrafa Joceli de Andrade Bogusz

Coordenadora-adjunta: Eng. Cartógrafa Ágata Branco Santos

Representante: Eng. Cartógrafa Paula Foltran de A. Hamerschmidt

Paula afirma que quero continuar e que “as atividades online trouxeram vantagens, entre elas a participação de mais pessoas aos eventos e devemos aproveitar isso”. A adjunta Ágata falou do Comitê como “uma oportunidade de agregar mais mulheres nesse debate, e como o Crea-PR tem essa porta, podemos trazer muitas participantes. Eu participo, com outras profissionais que são conselheiras, inspetoras, de várias ações no Sindicato dos Engenheiros do Paraná (Senge) com o coletivo Mulheres”. Ela cometa ainda que “nesse momento de pandemia nós mulheres estamos dando conta de muitas atividades ao mesmo tempo, o formato online deu mais força para nós e mostra que conseguimos fazer isso”. E completa: “é importante fazer encontros e eventos, agora que é online mais pessoas podem participar”.

A engenheira Joceli comentou da importância de “continuar as ações, já que em 2020 não conseguimos fazer muitas coisas e agora estamos estimuladas a fazer, agir. A Regional Curitiba é a maior, então temos muitas possibilidades se souber movimentar, trabalhar com o Crea que já é uma marca forte”.

Karlize concorda: “sim, é importante fazer esses eventos, quero que vocês regionais participem e busquem, tragam cada vez mais mulheres para participarem, é isso que queremos, cada vez maior participação. Esse ano a coordenação para mim é um aprendizado e preciso do apoio de todas vocês para as nossas ações”.

Regional Pato Branco – 25/03

Entre as representantes, houve apenas substituição da vaga aberta pela saída da Karlize, que agora é coordenadora estadual.

Coordenadora: Eng. Agr. Marlene de Lurdes Ferronato

Coordenadora-adjunta: Eng. Civil Adernanda Paula dos Santos

Representante: Eng. Civil Flávia Gizele Konig Brun

A engenheira Marlene sugeriu para as ações do Comitê trabalhar temas como o mercado de trabalho nas áreas das engenharias, agronomia e geociências.

Nesta Regional, participou do encontro o diretor secretário do Crea-PR, engenheiro civil Rafael Moretto, que fez sugestões nos trabalhos do Comitê na Regional para incentivar a participação de mais mulheres.

Regional Londrina – 31/03

Em Londrina as representantes permaneceram, somente alterando os cargos:

Coordenadora: Eng. Civil Stefany Mahara T. A. da Silva

Coordenadora-adjunta: Eng. Agr. Lorian Voigt Gair

Representante: Eng. Eletr. e de Seg. Trab. Fabiana Y. S. Endo

A engenheira Lorian destacou a importância de “termos um discurso único, uma linha para seguir em nossa atuação no Comitê”.  A coordenadora Karlize lembrou que “a ação do Comitê Mulheres  ficou evidente nas eleições dos inspetores, em 2020, com a grande participação de mulheres, entre as candidatas e as mais votadas, resultado de um longo trabalho de estímulo da participação das mulheres na representação profissional”.

Regional Cascavel

Em Cascavel as representantes permaneceram, somente alterando os cargos:

Coordenadora: Eng. Civil Célia Neto Pereira da Rosa

Coordenadora-adjunta: Téc. Seg. Trabalho Cláudia M Loureiro Fockink

Representante: Eng. de Pesca Maria do Carmo Gominho Rosa

A coordenadora-adjunta Claudia comenta que quer permanecer porque “assumimos e não conseguimos fazer as ações em 2020 por conta da pandemia, então agora quero participar mais, realizar ações mais efetivas esse ano”. Com os recursos digitais atuais existe a possibilidade de não deixar as ações do Comitê sem realizar, mas mesmo nesse tempo de pandemia é possível fazer ações online e a distância.

Então surgiu um debate sobre as ações a serem realizadas durante este ano, a representação das mulheres , e os temas que devem ser abordados.  Karlize comenta que “não queremos tanto nos igualar na quantidade de homens no Sistema, mas queremos ter a força e a voz feminina sempre presente”. A adjunta Elizandra afirma que “o Comitê não são só as gestoras ou coordenadoras regionais, mas sim todas nós, então é importante que vocês falem conosco. Como estamos espalhadas pelo estado é difícil saber de tudo então é essencial que passem pra gente, se aproximem de nós. A participação de cada vez mais mulheres é nosso objetivo principal”.

A coordenadora Celia sugeriu trabalhar com as estudantes “e também trazer os profissionais homens para o debate, trabalhando temas como por exemplo o assédio, esclarecendo as situações em que esse comportamento aparece mas é visto como natural, por isso é importante debater e mostrar isso para eles”. Para Karlize, além disso, “também é essencial mostrar para todos a competência das mulheres, a capacidade e que existem oportunidades”.

Elizandra cometa que é importante “mostrar não só para as mulheres mas também para os homens que nós queremos respeito e não superioridade, mas sim igualdade de oportunidades, as mulheres querem ser vistas como engenheiras, incluídas no grupo de pessoas da engenharia, não só vistas como um grupinho de mulheres engenheiras”.

A engenheira Débora Felten, coordenadora de curso, fala de uma experiência positiva, pois “em Cascavel as empresas estão buscando mulheres para estágio por elas serem mais detalhistas, pelo comprometimento, e até as contratações efetivas estão acontecendo mais com profissionais mulheres, nas grandes empresas nos últimos dois anos temos visto esse cenário”. A engenheira Maria do Carmo sugeriu “agregar as estudantes ao trabalho do Comitê, para que elas participem do que for possível”. Claudia Machado comentou que trabalha na área de segurança do trabalho e que já sofreu bastante preconceito, “mas hoje vejo que já houve avanços, a mulher tem conquistado seu espaço”. A engenheira Luana afirmou ter ficado “contente de ver tantas engenheiras juntas e por ser uma das mais novas, penso que se nós agora temos dificuldades na profissão, imagino que tem mais tempo de mercado de trabalho, por isso achei muito importante o debate”.

Regional Guarapuava

Nesta Regional ficaram definidas:

Coordenadora: Eng. Amb. e de Seg. Trab. Andressa Haiduk

Coordenadora-adjunta: Eng. Agr. Eliza Gralak

Representante: Eng. Agr. Andricia Verlindo

No debate desta reunião, Karlize comentou sobre alguns números da representação das mulheres, que têm conquistado cargos de gerência e diretoria, mas afirma que “o Comitê não foca seu trabalho para igualar esses números, mas para que as mulheres tenham respeito e para que aquelas que já estão envolvidas tragam mais mulheres para conhecerem Comitê. Aqui queremos dar oportunidade de voz e que as mulheres sejam valorizadas”.

A diretora secretária do Crea-PR, engenheira agrônoma Adriana Baumel, que participou da reunião,  sugeriu convidar representantes de instituições de ensino e membros do CreaJr-PR para participar das ações, “principalmente agora com as reuniões online, fica mais fácil de mais pessoas participarem”.

A profissional Fabiula Portolan agradeceu “a oportunidade de poder conversar, nos posicionar, e sugiro fazer um evento para mostrar o que realmente o Comitê pode fazer pelas profissionais, a importância das suas ações”.

Regional Ponta Grossa

A Regional Ponta Grossa é a primeira do Crea-PR que tem uma gerente mulher, a engenheira agrônoma Ana Paula  Afinovicz.

A representação regional ficou definida:

Coordenadora: Eng. Civil Ane Cristine Koebner Sokolowski

Coordenadora-adjunta: Eng. Civil Gabriela Mazureki C. Bahniuk

Representante: Eng. Agr. Paula Carolina de Mattos

A engenheira Margolaine Giachinni comentou algumas sugestões de temas de lives e ações que podem ser feitas pelo Comitê como assédio, carreira, ligação com as instituições de ensino. Elizandra afirma que “as sugestões de todas vocês são muito importantes, pois conhecem as regionais e precisamos de todas essas contribuições para as ações do Comitê”.

Regional Apucarana

 

Nesta Regional a representação ficou definida:

Coordenadora: Eng. Química e de Seg. Trab. Carla Kazumi C. Y. Narita

Coordenadora-adjunta: Eng. Agr. Eliane Bitencourt T. Santos

Representante: Eng. Civil Silvana de Souza Coelho Mezari

A coordenadora Carla Narita se colocou à disposição e falou da importância da entidade “sempre estar com uma representatividade dentro do Crea, seja como inspetora ou conselheira. Queremos fazer um trabalho diferenciado e  colocar cada vez mais pessoas, com ajuda da gerência regional também”. Ela sugeriu como tema de trabalho o empreendedorismo na engenharia, voltado para para recém-formadas, “pois o mercado, especialmente no interior, está complicado, então esta temática pode ajudar as  mulheres a se reinventarem nesse momento de pandemia, como uma empreendedora”.

Karlize disse ficar “muito feliz de poder contar com vocês, é muito importante e realmente contamos com vocês para trazer cada vez mais participação. Obrigada por concordarem em estar com a gente mais esse ano e que possamos fazer mais metas, objetivos, eventos e encontros, quem sabe presencial, nem que seja no final do ano”.

O Comitê Mulheres do Crea-PR

Iniciado em 2017, o Comitê Mulheres Crea-PR, tem como principal objetivo aumentar a participação das mulheres nas decisões do Sistema Confea/Crea, que representa os profissionais das Engenharias, Agronomia e Geociências.

Atualmente, mais de 87 mil profissionais estão registrados no Crea-PR. Destes, cerca de 15% são mulheres. No quadro de conselheiros titulares e suplentes, elas representam 13%. Além disso, muitas atuam como inspetoras ou em cargos de direção nas entidades de classe e instituições de ensino do Paraná.

Comitês Regionais

Em 2020 foram realizadas reuniões em todas as Regionais do Conselho – Apucarana, Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco e Ponta Grossa – para articular o fortalecimento dos Comitês Regionais.

Estes grupos Regionais foram criados para auxiliar na busca pela representatividade do Crea-PR dentro dos conselhos locais, avaliar e sugerir ações conjuntas nas Regionais; multiplicar projetos e ações de interesse feminino das engenharias, e contribuir com efetividade nos eventos do Conselho nas Regionais.

“Estamos conquistando cada vez mais espaço em todos os setores, graças ao desempenho em cargos relevantes e trabalhos científicos, administrativos, no empreendedorismo, nas finanças. Há um grande leque de funções que as mulheres desempenham, atualmente”, destaca a coordenadora do Comitê Mulheres, engenheira civil Karlize Posanske da Silva.

Participe

As profissionais registradas no Crea-PR que têm interesse em participar do Comitê Mulheres, por meio das regionais, podem inscrever-se no link: forms.gle/bfEf3gxeCrVq9k7Y6.

Texto: Débora Pereira – Comunicação Crea-PR


Comentários

  1. MARIANI TEIXEIRA MONTEIRO disse:

    Gostaria de ter participado. Já enviei meu formulário 😉

Deixe uma resposta para MARIANI TEIXEIRA MONTEIRO Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *