Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/36750>.
Acesso em 06/05/2021 às 12h28.

Eng. Eletric. Nelson Luiz Gomez toma posse como presidente do IEP-PR

23 de abril de 2021, às 20h32 - Tempo de leitura aproximado: 7 minutos

Presidentes Joel Krüger (Confea), Nelson Luiz Gomez (IEP) e Ricardo Rocha (Crea-PR).

Na última sexta, dia 23 de abril, o engenheiro eletricista Nelson Luiz Gomez tomou posse como presidente do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP). Para o presidente do Crea-PR, engenheiro civil Ricardo Rocha, “o IEP tem uma história fundamental na engenharia do Paraná. De lá surgiu o nosso Crea e esse legado é fundamental para as diretrizes que temos no nosso Conselho”. Direcionando-se ao novo presidente, ele declara: “agradeço a boa parceria e certamente você trilhou muito bem esse momento à frente do IEP”.

Proximidade entre o IEP-PR e o Crea-PR foi destacada pelo presidente Ricardo Rocha

“Convivi com Nelson em outros momentos, inclusive disputando a presidência do Crea-PR e nesse período nossa relação respeitosa cresceu ainda mais”, disse, parabenizando ainda a diretoria e os conselheiros eleitos. “Tenho certeza de que esse respeito mútuo é fundamental para a construção do centenário do IEP que se aproxima e para a construção de uma Engenharia forte”, acrescentou Ricardo Rocha.

“Nosso IEP é exemplo, é referência nacional pela qualidade das suas instalações, do seu corpo funcional, dos seus dirigentes e, principalmente, por defender os valores da Engenharia”. Assim, o presidente do Confea, engenheiro civil Joel Krüger, saudou a nova diretoria e os membros dos conselhos deliberativo e fiscal do IEP. Nelson Luiz Gomez, depois de quatro anos, volta a comandar a entidade para o biênio 2021-2023. A cerimônia de posse foi restrita aos empossados e acompanhada pela internet por diretores, conselheiros e associados do IEP.

“Estou como sócio do Instituto de Engenharia do Paraná. Já participei de conselhos anteriormente, e estar aqui nesse momento de posse me traz muita alegria”, disse Krüger, parabenizando o presidente Horácio Hilgemberg Guimarães e a diretoria pelas realizações. “Tenho certeza que o presidente Nelson e toda a diretoria eleita também farão uma excelente gestão em prol do IEP”, saudando ainda o conselheiro eleito Cássio Macedo, ex-vice presidente do Crea-PR em sua gestão.

Presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger saúda a nova diretoria do IEP-PR durante a cerimônia de posse: referência para a engenharia do Paraná e do país

Com a deferência aos engenheiros presentes, inclusive que dirigiram a entidade anteriormente, Joel lembrou que o IEP é uma entidade precursora do Sistema. “O Crea-PR foi criado dentro do Instituto de Engenharia do Paraná, uma das principais entidades de engenharia, não só do Paraná, mas de todo o Brasil. Nosso IEP é exemplo, é referência nacional pela qualidade das suas instalações, do seu corpo funcional, dos seus dirigentes e, principalmente, por defender os valores da Engenharia. E tenho certeza de que continuará sendo feito desta maneira”, disse, agradecendo a gestão anterior pela parceria e colocando o Confea à disposição da nova diretoria da entidade.

Democracia

Coordenador do Colégio de Presidentes do IEP, o engenheiro civil Luiz Cláudio Mehl, um dos ex-presidentes da entidade presentes à cerimônia, fez a saudação dos eleitos e dos que saem. “O IEP pratica a democracia. Não existe muro entre nós. Somos engenheiros e compartilhamos a instituição que é de todos, o Instituto de Engenharia do Paraná”.

Em seguida, foram empossados:

Membros do conselheiro deliberativo: Engenheiros João de Souza Júnior, Cássio José Rivas Macedo, Rui Medeiros, José Carlos Dias Lopes da Conceição.

Membros do conselheiro fiscal: engenheiros Sady Ivo Pezzi Júnior e Douglas Möeller Diener.

Diretoria eleita 2021-2023: presidente Nelson Luiz Gomez, vice presidente Paulo Sérgio Peterlini, diretor administrativo Keiro Yamawaki, diretor financeiro Alexandre Mattar Sobrinho, diretor técnico Rodrigo Paulo Strano Pasqual.

Em seu discurso de posse, o novo presidente do Instituto de Engenharia do Paraná agradeceu a todos os presentes, às pessoas que apoiaram, aos presidentes do Confea e do Crea. “Os colegas que aceitaram o desafio de concorrer nessa eleição extremamente democrática”, destacou, antes de parabenizar o presidente Horácio Guimarães pelo trabalho do IEP, “colocando mais um tijolinho para que essa instituição chegue aos 100 anos extremamente saudável”.

Na sequência, o presidente eleito manifestou sua crença de que que “os conselheiros e a diretoria têm o grande objetivo de construir o IEP unido e forte. Este é o princípio número um, além dos princípios estatutários da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, eficiência, governança”, descrevendo-os como “o que se deve fazer”.

Presidente Nelson Gomez: valorização da democracia na entidade e de seus princípios estatutários

Dentro dessa democracia, acrescentou Nelson, que “as pessoas têm valores pessoais para tomarem a sua decisão. Valores que podem ser baseados na amizade, no plano de gestão, na história, em inúmeros valores pessoais. Infelizmente, apenas uma pessoa será galgada à posição. Mas na democracia não existem perdedores. A entidade continua. Esse é o objetivo. Na democracia, o vencedor precisa da colaboração do vencido para avançar. Temos que usar palavras para construir, e não destruir”, comentou, conclamando todos os associados a colaborarem com o novo planejamento estratégico do Instituto.

IEP aos 95 anos

Horácio Guimarães agradeceu todo o apoio à gestão, iniciada em 2019. “Todo o esforço da nossa gestão foi voltado para vocês. O IEP chega a 95 anos de atividades com uma folha admirável de serviços prestados ao Paraná. Ousamos, saindo das quatro paredes da instituição. Nesses dois anos, focamos em resgatar a representatividade como instituição inovadora. Fizemos uma reestruturação das câmaras técnicas por temas e de forma integrada para atender as demandas da engenharia e a integração dos mais de quatro mil associados efetivos e mais de 865 remidos e 207 ausentes. Possibilitamos aos associados um estreitamento com empresas e governos, com um programa de visitas técnicas”.

Com o início da pandemia de covid-19, a diretoria que encerra o mandato precisou “reinventar-se para que o IEP continuasse sua caminhada protagonista perante a sociedade paranaense”, nas palavras do agora ex-presidente. “Fizemos programas virtuais elogiados por diversas entidades. Trabalhamos com base nos decretos sanitários estaduais e municipais, sem nunca deixar nossos associados e locatários desassistidos”, disse, enumerando mais de 600 eventos técnicos e sócio culturais presenciais e virtuais e, no campo interno, destacou a aprovação do convênio previdenciário com a Fundação Copel e medidas como o programa Café da Manhã com o Presidente, onde recebia diretamente as sugestões dos colaboradores.

Modernização administrativa com a criação da Secretaria Geral para atendimento aos associados, conselheiros e associações conveniadas; implementação de um sistema operacional do IEP para a criação de uma novo site; reformas em diversos ambientes; certificação do Corpo de Bombeiros; instalação de módulos de segurança do edifício; diversas parcerias com entidades da engenheira, do governo e de áreas não governamentais; discussões do modal ferroviário da região Oeste do Paraná e da Serra do Mar, Porto de Paranaguá e Serra da Esperança e discussões da faixa de infraestrutura e mobilidade urbana de Pontal do Paraná estiveram entre as conquistas mencionadas.

Diversas iniciativas do mandato foram relacionadas pelo ex-presidente Horácio Guimarães

Além disso, Horácio Guimarães ressaltou a “coordenação da criação da Academia Paranaense de Engenharia – Apre e de seu estatuto social, compartilhando com o IEP a postura de independência política e partidária, à disposição do governo, da sociedade e da indústria”. Segundo ele, o IEP tem como objetivo zelar pela defesa da sociedade e do desenvolvimento sustentável do país, considerando os princípios éticos e profissionais que envolvem o aperfeiçoamento do exercício da Engenharia, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia.

“A experiência que pudemos passar, frente a essa maior crise humana vivida por nossa geração, foi única e sem precedentes. Ninguém pode imaginar o que foi preciso ser pensado, idealizado, realizado, ajustado e reinventado. Fomos privilegiados por passar, resistir e vencer a esse momento. Tenho orgulho de entregar um IEP adaptado aos novos tempos que vivemos e que virão”, acrescentou.

Texto: Henrique Nunes – Equipe de Comunicação do Confea

Fotos: Eneas Rissetti Gomez


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *