Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/406>.
Acesso em 02/06/2020 às 01h47.

ONG divulga dados que apontam que menos de 4% das obras de saneamento do PAC foram concluídas

28 de abril de 2011, às 19h01 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

O presidente da ONG Instituto Trata Brasil, Édison Carlos, divulgou nesta quinta-feira que apenas quatro das 101 obras do PAC-1 para a construção de redes de esgoto nos maiores municípios do Brasil foram concluídas nos quatro anos do programa. Além disso, 60% das obras estão paralisadas, atrasadas ou ainda nem foram iniciadas.

O dado foi apresentado em audiência pública realizada pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável para discutir saneamento básico. Segundo Édison Carlos, a organização do setor tem sido muito lenta. “Acredito que o problema não é de falta de recursos, mas de gestão e planejamento de gastos, além de burocracia excessiva”, disse.

De acordo com o secretário nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, Leodegar da Cunha Tiscoski, até 2007 não havia investimento nem planejamento para a área. “Só agora o setor começa a acordar, em função dos recursos do PAC. Entre 2007 e 2009, os cerca de R$ 10 bilhões de investimentos por ano previstos pelo PAC-1 tiveram execução baixa. Agora, a execução começa a ter um desempenho melhor, porque o setor começou a se organizar, muito embora as empresas estaduais e municipais tenham problemas sérios de gestão”, informou.

O governo já anunciou que vai lançar o Plano Nacional de Saneamento Básico, com investimentos de R$ 420 bilhões para os próximos 20 anos. O projeto do Executivo prevê o tratamento de 100% da água e do lixo, e de 91% do esgoto em todo o País.

Com informações do Jornal da Câmara



Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *