Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/922>.
Acesso em 23/06/2021 às 23h26.

Novas tecnologias agilizam a fiscalização de obras

16 de dezembro de 2011, às 12h37 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

O mundo está em constante evolução e acompanhar tais mudanças é necessário para humanidade. A todo instante novas descobertas da ciência e novas invenções tecnológicas são apresentadas. Na construção civil não é diferente. Recursos técnicos e de gestão de novos processos auxiliam aos engenheiros do CREA-PR na fiscalização e acompanhamento de obras.

Este ano, entre os dias 22 e 25 de novembro foi realizado em Foz do Iguaçú o VI Seminário de Fiscalização do CREA-PR. O evento foi realizado pelo Setor de Planejamento e Fiscalização do Conselho. Criado em 2006 o seminário é na verdade um programa que estimula os participantes a desenvolverem projetos. Um deles é o Prêmio Inove, que tem como proposta incentivar e aprofundar o debate sobre o processo fiscalizatório do CREA-PR.

Este incentivo ao surgimento de novas ideias colhe o primeiros frutos de novas tecnologias. O Sistema de Informações Geográficas (SIG) é um desses frutos e que recebeu o primeiro lugar no Prêmio Inove. O sistema, batizado de SIG-CREA, planejado pela regional de Curitiba, atende as diferentes demandas a instituição auxiliando o planejamento além de servir de auxílio à tomada de decisões sobre os assuntos estratégicos do Conselho. Através da integração espacial – por meio de mapas e armazenamento de dados, é possível acompanhar com precisão as obras realizadas em todo o Estado.

Outra ideia desenvolvida para proporcionar agilidade no acompanhamento e fiscalização de obras é o projeto Fiscalização de Serviços e Obras Públicas a partir de Publicações Legais. Este projeto foi teve sua origem na regional Maringá do CREA-PR. De acordo com um dos idealizadores do projeto, o agente de fiscalização e Engenheiro Civil, Djalma Bonini Júnior, a principal vantagem do projeto é conseguir acompanhar as obras e serviços públicos praticamente em sua totalidade.

“Todo contrato firmado entre uma empresa de engenharia com a prefeitura tem por obrigação ser publicado em órgão oficial. Com isso o objetivo do projeto é de acompanhar diariamente o que é publicado sobre esses contratos, realizar um arquivamento e dessa maneira conseguimos acompanhar e fiscalizar com precisão e em quase 100% as obras e serviços públicos no município. Aliás, é um recurso simples e que pode ser usado por todas as regionais”, explica Bonini.

Para o próximo ano os ficais do Conselho terão em mãos um tablet, uma nova ferramenta tecnológica, que por meio de conexão de alta velocidade à internet, GPS e através de um aplicativo exclusivo, poderão acessar remotamente o SIG-CREA. “Com o aparelho a comunicação entre o fiscal e o banco de dados vai ficar mais ágil, poderemos ter em tempo real a localização das obras”, disse o eng. Civil.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *