Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/30448>.
Acesso em 24/06/2021 às 01h05.

Engenheiros e Técnicos de Segurança do Trabalho têm papel estratégico no combate ao novo Coronavírus

Na batalha contra a doença, as profissões estão à frente de diversas áreas para contribuir das mais variadas maneiras.

13 de abril de 2020, às 18h46 - Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

Foto: arquivo pessoal do entrevistado Michael Abil Russ Geraix.

Com o cenário de pandemia, o combate à Covid-19 acontece nas mais diferentes frentes envolvendo todas as áreas do conhecimento – a engenharia é uma das principais, nesta guerra. Dentro de hospitais, é imprescindível o trabalho dos Engenheiros e Técnicos de Segurança do Trabalho. Em uma das maiores unidades hospitalares da região de Apucarana, o Hospital Norte do Paraná (Honpar), em Arapongas, é Michael Abil Russ Geraix o Engenheiro de Segurança do Trabalho responsável por esta função.

Foto: divulgação Honpar

O engenheiro integra a comissão dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho (SESMT), equipe que tem a finalidade de promover a saúde e segurança, protegendo a integridade dos colaboradores e funcionários nos locais de trabalho de acordo com as Normas Regulamentadoras de Segurança, Código de Saúde do Paraná e Legislações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“É fundamental que o profissional atue com o olhar para o futuro, para evitar acidentes, pois o ponto mais importante é a prevenção”, destaca Geraix. “O Engenheiro de Segurança do Trabalho deve atuar pelo grupo, nunca individualmente. Deve ter muito cuidado e reconhecer minuciosamente onde estão os perigos no ambiente de trabalho”, explica.

Diante deste novo cenário da pandemia, há mudanças necessárias no cotidiano do hospital. “Devemos estar preparados para algumas situações como o aumento significativo de pacientes necessitando de atendimento hospitalar. Por isso a importância da manutenção preventiva e corretiva dentro do hospital”, aponta. “É importante frisar que sempre procuramos prestadores de serviços habilitados e capacitados para fornecer o máximo de segurança para nossos equipamentos. Antes do início da pandemia, já estávamos dando maior ênfase ao nosso programa de Prevenção de Riscos Ambientais – NR- 9 e ao cumprimento da NR-32, que estabelece diretrizes para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde”, diz o engenheiro. “Com a pandemia , é fundamental haver mais orientação, conscientização e  fiscalização do profissional da saúde pelo SESMT e pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)”.

Foto: arquivo pessoal do entrevistado Umberto Tolari

O presidente do Honpar e Associação Norte Paranaense de Combate ao Câncer, Umberto Tolari, conta que o Hospital vem sendo preparado para o cenário de Covid-19 desde o início do ano de 2020. “Quando começamos a ver o que estava acontecendo na China, em janeiro, já iniciamos o processo de treinamento e abastecimento de equipamentos específicos para a situação de pandemia que já se desenhava”, detalha. “Todas as comissões de uma unidade hospitalar são de suma importância, e aqui no Honpar não é diferente. A comissão dos SESMT junto com a CCIH já vinham desenvolvendo programas de prevenção de riscos ambientais, como a NR-9 e a NR-32, que estabelecem diretrizes específicas para a implementação de medidas de segurança à saúde dos trabalhadores dentro da unidade hospitalar. Portanto, nós estamos prontos e capacitados para o atendimento tanto dos casos de Coronavírus quanto para a continuidade de serviços e tratamentos eletivos do nosso hospital”, ressalta.

O engenheiro Michel reforça: “os estabelecimentos de saúde não podem parar! A Engenharia de Segurança é uma das peças fundamentais nesta engrenagem, com vistas à segurança dos funcionários. Nós do SESMT estamos nos dedicando ao máximo para  evitar a propagação da Covid-19.Temos muito orgulho do nosso trabalho, com dedicação e responsabilidade. Solicitamos que a população respeite as orientações de segurança, fique em casa, não faça aglomerações, não vá a bares, restaurantes, e evite até os supermercados. Aos idosos, peçam para que os mais jovens os ajudem com estas tarefas. Proteja-se e nos proteja”, finaliza.

 

Larissa Ayumi Sato

Assessora de Imprensa do Crea-PR / Regional Apucarana


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *