Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/34099>.
Acesso em 17/01/2021 às 06h48.

2020 foi diferente do planejado, mas o Crea-PR continuou seu trabalho e gerou resultados

18 de dezembro de 2020, às 18h30 - Tempo de leitura aproximado: 6 minutos

A situação que todo o mundo viveu neste ano de 2020 por conta da pandemia do coronavírus fez com que empresas e organizações, sejam grandes ou pequenas, tivessem que agir por orientação dos órgãos de saúde e realizar muitas mudanças para a diminuição da velocidade de transmissão do vírus, em uma situação que se instalou de forma bastante repentina, sem que houvesse um período de preparo.

No Crea-PR a situação também foi assim. No mês de março, em poucos dias, quando os casos de pessoas infectadas pelo Covid-19 no país e no Estado começaram a aparecer e crescer, a forma de trabalho mudou totalmente. O home-office se tornou a realidade para praticamente todos os funcionários e o atendimento aos profissionais e empresas passou a ser feito de forma remota, caracterizando um momento desafiador.

Serviços 100% on-line

Por ser uma circunstância sem precedente, novas ações foram criadas, outras adaptadas e muitas que estavam em andamento foram aceleradas. Para o atendimento aos profissionais e empresas, foram utilizados canais já disponíveis, como e-mail e Central de Atendimento telefônico, mas com adaptações. A entrega de documentos que eram exigidos em vias originais, passou a ser feito por e-mail. Com o passar dos meses foram sendo implantadas melhorias e desde o início do mês de junho as solicitações de serviços no Crea-PR passaram a ser realizadas de forma totalmente on-line.

Este processo de digitalização dos serviços já estava acontecendo há dois anos. O planejamento estratégico do Crea-PR estabeleceu como um dos seus objetivos para o período de 2018 a 2020 ‘simplificar e otimizar os processos e procedimentos’. Então, com o parecer positivo da Procuradoria Jurídica do Conselho, informando que havia respaldo jurídico para receber documentos digitalizados a partir dos originais, foi iniciada a implantação desse serviço, também atendendo ao Decreto Federal n.º 9.094/2017, que fala da simplificação do atendimento prestado aos usuários dos serviços públicos. Para chegar à implantação do atendimento on-line, as equipes passaram por treinamentos em 2019, além de alterações dos Formulários Online e mudança nos procedimentos internos.

Com o cronograma que estava em curso, os serviços relativos à Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) foram disponibilizados 100% on-line em agosto de 2019. Os serviços relativos à pessoa física e à pessoa jurídica tinham previsão de lançamento para o segundo semestre de 2020, porém, com o início da pandemia, o projeto foi priorizado e implantado ainda no primeiro semestre do ano.

O maior benefício resultante destas adequações é a comodidade para os profissionais e empresas, pois agora conseguem solicitar todos os serviços da sua casa ou escritório, por meio de seus celulares, tablets ou computadores, sem a necessidade de deslocamento até a Inspetoria mais próxima apenas para entregar os documentos físicos e gerar um número de protocolo.

Além disso, outras vantagens são a redução no tempo de transporte da informação entre áreas do Conselho, pois o envio de um protocolo 100% on-line é instantâneo pelo Sistema Corporativo, enquanto o envio de um protocolo físico entre uma Inspetoria do interior até Curitiba, por exemplo, pode demorar até sete dias pelo malote. E ainda o inventário, pois a documentação totalmente on-line pode ser acessada de qualquer local do Estado com poucos cliques.

Neste período de pandemia há também a vantagem de conseguir manter o distanciamento social. Mas a mudança não é somente para atender este período de medidas de controle de saúde. Esta inovação veio para ficar e impactará muito o atendimento aos profissionais após o período de restrições ao atendimento presencial, pois o acesso aos serviços do Crea-PR foi facilitado,  buscando deixá-lo ainda mais intuitivo e ágil com as simplificações e com a eliminação de tarefas que não agregam valor ao cliente.

A Engenharia, a Agronomia e as Geociências não param

Desde março deste ano, diversos profissionais se viram obrigados a ficar em casa por conta das regras estabelecidas pelas autoridades sanitárias. Mas, assim como os médicos e outros profissionais de saúde, que prestam serviços essenciais, Engenheiros Civis, Agrônomos, Eletricistas e profissionais das Geociências não pararam, reafirmando a essencialidade também destas profissões. Conforme pesquisa do Sistema Confea/Crea, os profissionais do Paraná de Engenharia e Geociências ocupam o 3º lugar no ranking nacional dos que mais trabalharam durante o primeiro semestre de 2020, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. O comparativo é com o mesmo período de 2019.

O crescimento da atuação destes profissionais, mesmo diante do cenário de pandemia e consequentes crises econômica e política, é visível. Analisando-se os números de Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs) registradas no Crea-PR em comparação com 2019, conclui-se que as regras de isolamento social e paralisação das atividades não essenciais atingiram a construção civil em menor proporção, e a maioria dos decretos municipais não travou o setor na cadeia produtiva.

A análise das informações mostra aumento no número das atividades profissionais registradas no Conselho entre 1º de janeiro e 17 de dezembro deste ano em relação ao ano passado. Neste período, foram 430 mil (retirando-se as ARTs emitidas por profissionais técnicos, que não pertencem mais ao Sistema Confea/Crea), já resultando em 12.300 ARTs a mais que durante todo o ano passado, um crescimento de 3%, que ainda deve aumentar até o fechamento de 2020. As áreas que mais cresceram no Estado foram Engenharia Civil, Elétrica e Geologia.

Em 2019 inteiro foram, registradas 193.761 ARTs na modalidade Engenharia Civil, enquanto que em 2020, até o momento, foram 204.860. Na modalidade Engenharia Elétrica, este ano já foram 5.065 ARTs a mais que no ano passado, e na Geologia, o número passou de 7.996 para 9.544.

Fiscalização no Crea-PR

Durante o ano de 2020, ainda que com adaptações relacionadas às questões sanitárias, a fiscalização do Crea-PR continuou seu trabalho, pelo exercício profissional regular e preservando a sociedade de possíveis danos que possam ocorrer na execução do objeto fiscalizado.

Foram mais de 36 mil atividades fiscalizadas durante o ano, sendo 60% da fiscalização destinada ao combate do exercício leigo, não permitindo a atuação de profissionais sem registro no Sistema Confea/Crea.

A fiscalização gerou como um de seus resultados o registro de 330 empresas, que regularizaram sua situação unto ao Conselho.

3.300 ações de fiscalização foram derivadas de denúncias recebidas pelo Conselho. As denúncias podem ser feitas pelo aplicativo do Crea-PR (download – Apple ou Android), ou no site, na área de denúncia online .

Cursos on-line

Na plataforma de cursos on-line do Crea-PR foram lançados quatro novos cursos neste ano, somando 14 disponíveis aos profissionais registrados. Para acessar os cursos com um vasto conteúdo desenvolvido por instituições conveniadas ou Entidades de Classe, com certificado, basta acessar o Pró-Crea 2.0, fazer seu cadastro e aproveitar.

Alguns dos temas são Inovação, Comunicação, Gestão de Equipe, Liderança, além de outros mais técnicos como Eletromagnetismo, Máquinas Térmicas. Cálculo e Microgeração de Energia Solar.

Neste ano de 2020 aproximadamente 5 mil profissionais utilizaram este benefício, inscrevendo-se e realizando os cursos disponibilizados de forma on-line e gratuita.

Atendimento no Crea-PR

Após um ano inteiro de muito cuidado com a saúde de todos, o momento ainda pede esforço para a redução do contágio do Covid-19. O Crea-PR também contribui, sem prejudicar o atendimento e a prestação de serviços aos profissionais e à sociedade, que necessitam do Conselho.

Confira abaixo como está funcionando o atendimento e acesse no link todos os serviços (clique na imagem).


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *