Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/2011/04/crea-senge-e-sindarq-entregam-a-secretario-jose-richa-filho-pedido-para-implementacao-do-piso-salarial-aos-servidores-publicos-e-recomposicao/>.
Acesso em 27/05/2024 às 13h45.

CREA, Senge e SindArq entregam a secretário José Richa Filho pedido para implementação do piso salarial aos servidores públicos e recomposição

25 de abril de 2011, às 16h53 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística do Paraná, eng. civil José Richa Filho, recebeu na última quarta-feira pedido do CREA-PR, Senge/PR e Sindarq/PR referente à implementação do piso salarial dos profissionais abrangidos pela Lei Federal 4950/A de 1966 aos servidores públicos do Estado bem como a recomposição dos quadros técnicos nas áreas de gestão, planejamento e controle da fiscalização.

O pedido foi feito pelos presidentes das entidades, eng. agr. Álvaro Cabrini Jr, eng. civil Valter Fanini e arquiteta Ana Carmen de Oliveira, respectivamente. Na oportunidade foi colocada a importância de se preparar o estado para as ações relacionadas ao planejamento e controle na área de infraestrutura. “Os quadros técnicos sofreram uma deterioração nos últimos 30 anos, com grandes perdas e falta de recomposição nas áreas que são inerentes ao estado”, disse Fanini.

Cabrini pontuou o trabalho realizado pelo governador Beto Richa quando estava frente à prefeitura, na adequação salarial dos funcionários nos quadros municipais. Além disso frisou a importância do Paraná se preparar para os próximos 30 anos e a necessidade de se reestruturar o setor público na área da Engenharia.

Richa Filho disse estar ciente da situação e que a parceria com as entidades é fundamental. Na opinião do secretário, o estado passará por momentos de oportunidade em obras. “Esta é uma preocupação também do Estado, tendo sido debatida já nos primeiros dias de governo. O Paraná viverá bons momentos com a execução de obras e o Estado precisa estar preparado”, disse.

Como encaminhamento o secretário se comprometeu a encaminhar à Secretaria da Administração os documentos entregues a fim de que seja feito um estudo do impacto financeiro para o governo para adequação dos salários dos profissionais que hoje fazem parte dos quadros e não recebem o mínimo previsto pela lei.

CREA, Senge e Sindarq farão as mesmas reivindicações à Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Planejamento e Coordenação Geral e o governador Beto Richa nos próximos dias.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *