Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/2023/11/parana-sedia-colegio-de-presidentes-do-sistema-confea-crea-e-mutua/>.
Acesso em 26/02/2024 às 18h12.

Paraná sedia Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua

Resultados das eleições, convênio com a ABNT e Resolução nº 1.137/2023 (ART) permearam os debates no primeiro dia

29 de novembro de 2023, às 18h42 - Tempo de leitura aproximado: 9 minutos

De 29 de novembro a 1º de dezembro está sendo realizada em Foz do Iguaçu-PR a 5ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes (CP) do Sistema Confea/Crea e Mútua.

Presidente do Crea-PR, Eng. Civ. Ricardo Rocha

O presidente do Crea-PR, Eng. Civ. Ricardo Rocha, abriu o evento cumprimentando a mesa diretiva, parabenizando os presidentes de Crea e do Confea recém-eleitos e relembrando que o local onde está sendo realizada a reunião já foi palco de duas SOEAs. “A minha passagem pelo Crea-PR me mostrou a importância de todos estarmos unidos para sermos um Sistema forte e atuante, que trabalhe por uma maior inserção das nossas profissões na sociedade, com o valor que as mesmas merecem. Parabenizo a forma democrática com que as eleições foram conduzidas e desejo que neste mesmo passo continuemos trabalhando em prol das profissões e da sociedade”, finalizou Rocha.

Presidente da Mútua, Eng. Agr. Francisco Almeida

Na sequência, o presidente da Mútua, Eng. Agr. Francisco Almeida, destacou que no tempo que percorreu boa parte do país para concorrer às eleições do Sistema, percebeu o quanto ainda é preciso avançar e aproximar os profissionais da entidade. “Desejo boa sorte ao Vinícius, presidente eleito para a nova gestão do Sistema Confea/Crea, que ele esteja atento a essa necessidade de avanço”.

Geól. Mário Cavalcanti de Albuquerque

O Geól. Mário Cavalcanti de Albuquerque, representando o presidente do Sistema Confea/Crea, Eng. Civ. Joel Krüguer, que está em missão internacional, agradeceu a recepção do Paraná e desejou uma excelente reunião a todos.

O presidente do Crea-RO e coordenador-adjunto do CP, Carlos Antônio Xavier, apresentou os informes do Sistema, ressaltando que as eleições correram bem, mas que ainda há pontos a melhorar. “Tivemos um acréscimo de 128% de votantes em relação à última eleição e uma queda de 80% nos recursos investidos, mas um grande contingente de profissionais ainda ficou de fora”. Xavier também apresentou o número de participantes da SOEA, 5.575 – que bateu o recorde de todas as edições – e resumiu alguns dos eventos realizados pelo Sistema no último semestre, como o Encontro Nacional de Apoio aos Colegiados (1º ENAC); o Encontro Nacional de Tecnologia da Informação (5º ENTI); o Encontro Nacional de Gestão Documental (1º ENGDOC); o Encontro Nacional de Relacionamento Institucional (3º ENRI); e finalizou destacando a mobilização  realizada que contribuiu para a retirada de pauta de parecer que iria desfavorecer o Sistema Confea (PL 9818/2018).

Presidente eleito ao Confea para a gestão 2024-2026, Eng. Vinicius Marchese

Ao final dos informes, o presidente eleito do Confea destacou a importância da integração entre todos os eleitos à frente das atividades do Sistema. “Fomos eleitos e os processos serão de responsabilidade de todos nós”, disse Vinicius Marchese, parabenizando o legado do presidente Joel Krüger. “A responsabilidade de mudar para os nossos profissionais é de todos nós”, enfatizou. A reunião registrou diversas manifestações como a do presidente do Crea-CE, eng. civ. Emanuel Mota, saudando o processo democrático.

O presidente da Mútua, Francisco Almeida, reforçou os programas oferecidos pela Caixa de Assistência aos Profissionais do Sistema com o Programa Emergencial Mútua – que oferece financiamento em condições diferenciadas para Estados em situação de tragédia – e o Programa Empreender Mulher, que auxilia financeiramente as mulheres no desenvolvimento de atividades empreendedoras.

O secretário do Estado e Planejamento do Paraná, Guto Silva, e o superintendente do Sebrae Paraná, Vitor Roberto Tioqueta, fizeram uma participação especial na reunião.

Secretário do Estado e Planejamento do Paraná, Guto Silva

Silva destacou o crescimento de nove pontos percentuais no PIB do estado e a colocação do Paraná como tendo a melhor educação pública do país. “Vivemos um grande momento na nossa economia, com várias concessões de parcerias público-privadas. Isso significam obras, empreendimentos, ou seja, Engenharia na veia. O Brasil tem uma escassez de liderança, precisamos construir um país mais próspero por meio da educação e confiamos muito no Crea para colaborar neste crescimento social”.

Superintendente do Sebrae Paraná, Vitor Roberto Tioqueta

Tioqueta relatou que o Sebrae já atendeu mais de 300 mil pequenas e micro empresas e que agentes de créditos capacitados pelo Sebrae percorrem o Estado orientando as empresas para obtenção de crédito. “Aproveito este momento para solicitar ao Sistema Confea/Crea que batalhe por regulamentações especiais para os MEIs, possibilitando que em conjunto possamos oferecer um atendimento diferenciado aos micro e aos pequenos empresários.

Presidente eleito do Crea-PR para a gestão 2024-26, Eng. Agr. Clodomir Ascari

O presidente eleito do Crea-PR para a gestão 2024-26, Eng. Agr. Clodomir Ascari, destacou: “o Crea-PR é um agente catalisador muito importante em vários processos de grande importância dentro do estado. Ações como a Frente Parlamentar da área na Assembleia Legislativa do Paraná, mostram a proposta de envolvimento das Engenharias, Agronomia e Geociências em ações de interesse da sociedade”.

A manhã seguiu com as apresentações dos presidentes dos Creas, que destacaram as ações realizadas em cada estado desde o último Colégio de Presidentes, ocorrido em setembro.

Presidente do Crea-BA, o engenheiro agrimensor Joseval Carqueija, anfitrião da 79ª Soea, destacou a importância de todos os Creas trabalharem com um único sistema. “Há um desconhecimento do profissional com o Sistema. Tem uma grande falha na formação profissional. É uma deficiência das instituições de ensino”, disse, ressaltando que essa obrigação deveria ser das escolas de engenharia e informando que essa aproximação será um dos objetivos de seu segundo mandato. A exemplo dos colegas, elogiou o processo eleitoral eletrônico desenvolvido. “Parabéns por essa evolução do Conselho Federal. Foi um show”. E parabenizou o presidente eleito Vinicius Marchese. “Vamos fazer uma grande Soea em seu primeiro ano de mandato”.

“Sou do ramo empresarial. Foi realmente um ponto chave, uma mudança de concepção completa, vi um oceano de desafios nesses três anos. Tentamos colaborar ao máximo com várias questões. E gostaria de refletir com os presidentes a necessidade de mais entregas com mudanças de paradigmas. Para isso, o Confea precisa da conscientização de todos. Essa engrenagem só consegue girar se cada um fizer a sua parte”, comentou o conselheiro federal eng. eletric. e eng. eletron. Genílson Pavão, que também conclui seu mandato. “Precisamos ter unicidade dos sistemas, como no uso do SEI por todos”, ressaltou.

Comunicação no Crea-PR

A parte da tarde iniciou com a fala do presidente Ricardo Rocha, que apresentou os principais avanços na comunicação com os profissionais e a sociedade durante os últimos anos. A Revista Crea-PR tem abordado, além de conteúdo institucional do Sistema Profissional e do Crea-PR, temas de interesse geral dos profissionais, ligados a avanços, inovações e novidades nas profissões. Na próxima edição, que será lançada em dezembro, serão detalhadas as ações de comunicação, transparência e proximidade com os profissionais, além de temas como clonagem de plantas, soluções para drenagem, crescimento do setor florestal, entre outros.

Mensalmente o Crea divulga um vídeo sobre uma área fiscalizada dentro da atuação profissional, informando como ocorrem as ações de fiscalização e quais são os itens verificados, as vantagens e consequências. Esta é a websérie Olhos do Paraná, que já está em seu 25º episódio.

Sistema de votação eletrônica para o CP

Em seguida foi realizada a apresentação do sistema de votação eletrônica do Colégio de Presidentes, feita pelo assessor da Superintendência de Estratégia e Gestão do Confea – SEG, Bruno Taves Pereira da Silva, e pelo assessor do CP, Renato Lisboa de Oliveira. Eles demonstraram no sistema como é feito o cadastro dos presidentes, a abertura dos itens de votação, o aceso à pauta, aprovação de pauta, propostas e validação de processos. Finalizando, foi feito um teste de votação e sanadas as dúvidas de alguns presidentes de Creas.

Para Lisboa, o “sistema é simples, de fácil acesso às informações. Toda mudança necessita de adaptação, é uma ferramenta nova, mas vamos testando neste CP e no próximo, observando as adaptações para estarmos em 2024 com um sistema confiável de votação de propostas, já sem nenhum tipo de problema”.

Convênio com a ABNT

O item seguinte na pauta foi o contrato entre o Confea, os 27 Creas, a Mútua e a Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, que disponibiliza o acesso dos profissionais registrados às normas. A parceria torna o Confea, Creas e Mútua assinantes da ABNT coleção, com acesso corporativo ao acervo de Normas Técnicas Brasileiras (NBR) da ABNT e da Associação Mercosul de Normalização (ANM), em até 900 pontos distribuídos nas sedes do Confea, dos Creas e de suas inspetorias, e sedes da Mútua.

O gerente de Relacionamento Institucional do Confea, Renato Muzzolon Junior, apresentou os dados de visualizações, downloads e impressões dos profissionais a essas normas, com comparativos de valores por Crea. A proposta de renovação do contrato foi então votada pelos presidentes, a primeira pelo sistema de votação digital, aprovada por unanimidade.

Anotação de Responsabilidade Técnica – ART, o Acervo Técnico Profissional – CAT e o Acervo Operacional – CAO

Encerrando o primeiro dia do CP em Foz do Iguaçu foi debatida a uniformização e padronização quanto à operacionalização dos procedimentos previstos na Resolução nº 1.137/2023, de 31 de março de 2023, do Confea, que dispõe sobre a Anotação de Responsabilidade Técnica – ART, o Acervo Técnico Profissional – CAT e o Acervo Operacional – CAO. O presidente do Crea-PR, Ricardo Rocha, membro do Grupo de Trabalho do tema, apresentou os itens a serem debatidos entre os presentes.

A coordenadora de análise técnica do Crea-PE, Maristela Portela, compartilhou alguns anseios dos Regionais: “Precisamos do manual de aplicação da resolução, um parecer sobre a lei de licitação e o que está disposto na resolução, além de um seminário nacional, já que janeiro de 2024 haverá um grande volume de licitações, como ocorre anualmente”, disse Portela. Na ocasião, o GT da Resolução 1037/2023 apresentou um manual que propõe a padronização da operacionalização da norma, incluindo a retomada da ART complementar. Na sexta-feira (1º), os presidentes voltarão a discutir o relatório do GT da Resolução 1037 e as propostas sugeridas.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *