Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/2024/02/nomeacoes-politicas-para-cargos-e-funcoes-tecnicas-de-gestao-e-lideranca-e-hora-de-acabar-com-esta-pratica/>.
Acesso em 12/04/2024 às 14h47.

Nomeações políticas para cargos e funções técnicas de gestão e liderança. É hora de acabar com esta prática!

29 de fevereiro de 2024, às 16h48 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

Mesmo com todas as ações e esforços empenhados pelo Sistema Confea/Creas, ainda se percebe a nomeação de outros profissionais, que não os engenheiros, agrônomos e geocientistas, para cargos e funções técnicas de gestão e liderança nestas áreas.

Sem qualquer demérito às habilidades e competências de outras profissões, é de nossa firme convicção que cargos técnicos e de gestão e liderança nas áreas das Engenharias, Agronomia e Geociências devem ser ocupados por engenheiros, agrônomos e geocientistas. Por óbvio que a formação e a expertise destes profissionais os tornam mais aptos à tomada de decisão e ao exercício destes importantes cargos e funções em empresas públicas e privadas. É sabido que profissionais das Engenharias, Agronomia e Geociências melhoram a qualidade dos serviços prestados, reduzem custos, ajudam no combate ao desperdício de dinheiro, no fomento de captação de recursos, na segurança e na sustentabilidade em suas áreas de conhecimento.

Entendemos inaceitáveis as nomeações que levam em consideração apenas a situação política, que continuam a ocorrer em todas as esferas de governo e também em empresas, a exemplo da recente nomeação para o cargo de Vice-Presidente de Engenharia de Expansão da Eletrobras, Centrais Elétricas Brasileiras S.A. É descabido que para este cargo não seja nomeado um profissional ligado às engenharias.

Falo com muita propriedade que a nomeação de engenheiros, agrônomos e geocientistas para cargos e funções técnicas e de gestão e liderança nestas áreas impulsiona o desenvolvimento, já que as soluções trazidas por estas profissões são ferramentas técnicas de inteligência que permitem, entre outros resultados, a correta aplicação do dinheiro (público ou privado) e trazem mais segurança e sustentabilidade à sociedade e ao País.

Entendo ser muito claro que a pessoa com a expertise certa, no lugar certo, é sinônimo de desenvolvimento. Por que então continuam fazendo errado?

É inconcebível para mim este ser o tema do meu primeiro posicionamento à frente da presidência do Crea-PR, pois demonstra que ainda temos muito a avançar, mesmo passados 90 anos de atuação do nosso Conselho. Porém, a depender de nós, esta indignação será sempre a mola propulsora de novas e mais eficazes ações, por parte do Crea-PR.

 

Engenheiro Agrônomo Clodomir Ascari  – Presidente do Crea-PR


Comentários

  1. Paulo Otávio Ghizoni says:

    Parabéns Clodomir pelo posicionamento, não me recordo de ver uma verdade assim nas matérias passadas do CREA. Em menor escala mas na mesma linha são as nomeações de cargos políticos nas secretárias de obras das Prefeituras. Em Ivaiporã-Pr, há uns 2/3 mandatos que temos profissionais das engenharias nestes cargos, foi sensível a melhora do serviço e das obras.

  2. Engenheiro Químico Ricardo Henrique Kozak says:

    Prezado Engenheiro Agrônomo Clodomir Ascari – Presidente do Crea-PR:
    O que está acontecendo é uma aberração que está acontecendo e temos que lutar para eliminar a mesma.
    Parabéns pela sua manifestação pública, a qual tem meu integral apoio.

  3. Taciano Cesar freire maranhao says:

    É pertinente, está posição, e positiva. haja vista que temos vários princípios , um deles a técnica adequada, o princípio da economicidade e por fim a efetividade. Plausível está posição.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *