Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/2024/04/projeto-ver-a-cidade-auxilia-na-fiscalizacao-de-obras-publicas-paralisadas/>.
Acesso em 27/05/2024 às 12h07.

Projeto “Ver a Cidade” auxilia na fiscalização de obras públicas paralisadas

Projeto mobiliza 60 estudantes e 10 orientandos em Universidades Estaduais do Paraná

8 de abril de 2024, às 16h24 - Tempo de leitura aproximado: 1 minuto

Projeto mobiliza 60 estudantes e 10 orientandos em Universidades Estaduais do Paraná.

O projeto “Ver a Cidade” é uma parceria entre Crea-PR, o TCE-PR, a Seti-PR e Universidades Estaduais do Paraná que encerrou sua primeira fase na Unioeste em Cascavel com uma palestra para mais de 100 alunos.

O evento contou com a participação de representantes do Conselho e do Tribunal de Contas na capacitação de estudantes para atuar na fiscalização de obras paralisadas nos municípios paranaenses.

De acordo com os organizadores do projeto, o objetivo é melhorar a eficácia do controle do uso de recursos destinados para as obras. Nas próximas fases, 60 estudantes de Engenharia Civil da UEPG, UEL, UEM e Unioeste devem iniciar os trabalhos de fiscalização. Além dos estudantes, 10 orientando irão atuar sob a supervisão do Crea-PR no acompanhamento das ações. 

As capacitações realizadas nas universidades trouxeram aos alunos e orientandos explicações sobre o funcionamento do Termo de Cooperação Técnica e a responsabilidade ético-profissional dos profissionais de engenharia. 

Outro benefício é uma maior aproximação dos estudantes com o funcionamento do Conselho e a atuação prática nas atividades que serão exercidas após a conclusão do curso, como a execução das obras. 

Para o Crea-PR, as iniciativas de programas voltados para residência técnica, como o “Ver a Cidade”, devem trazer benefícios para a sociedade e também colaborar no desenvolvimento dos estudantes. 

Texto: Guilherme Wordell


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *