Marca do Crea-PR para impressão
Disponível em <https://www.crea-pr.org.br/ws/arquivos/39327>.
Acesso em 19/09/2021 às 01h41.

Diretoria da Mater Dei, presidente e representantes do Crea-PR planejam parcerias para beneficiar acadêmicos, profissionais e a sociedade

22 de julho de 2021, às 18h27 - Tempo de leitura aproximado: 7 minutos

O presidente do Crea-PR, engenheiro civil Ricardo Rocha, participou nesta quarta-feira (21), de forma on-line, de um encontro com a diretora geral da Faculdade Mater Dei, professora Ivone Maria Pretto Guerra, e o coordenador do curso de Engenharia Civil, conselheiro do Crea-PR, Vitor Ivan Pretto Guerra, apresentando diversos produtos e projetos do Conselho, com o objetivo de alinhar possíveis convênios entre as instituições. A Instituição de Ensino pertence à região abrangida pela Regional Pato Branco do Crea-PR.

Presidente do Crea-PR Ricardo Rocha.

O presidente Ricardo Rocha afirma que “as Instituições de Ensino possuem papel fundamental no Sistema Profissional, não apenas por sua responsabilidade na formação dos egressos, mas porque possuem espaço no Plenário do Crea-PR, por meio de seus conselheiros representantes. Consideramos que a união de forças entre os Colegiados do Conselho e as Instituições de Ensino é fator indispensável para o fortalecimento da classe profissional, além de gerar benefícios para a sociedade na implantação dos programas que podem ser realizados em conjunto”.

A aproximação entre as instituições faz parte das ações realizadas junto às maiores universidades do Paraná, alinhada a um dos objetivos do Planejamento Estratégico 2021-2023: Fortalecer as parcerias e consolidar a gestão cooperativa entre o Crea-PR, seus colegiados, Entidades de Classe e as Instituições de Ensino por meio de nosso Planejamento Estratégico.

Parceria em debate

A abertura da reunião foi realizada pelo gerente da Regional Pato Branco do Crea-PR, engenheiro civil Diogo Artur Tocacelli Colella, que apresentou todos e esclareceu sobre os objetivos da reunião, a importância das Instituições de Ensino no Sistema Profissional, a aproximação entre o Conselho e a Instituição e as possibilidades de parcerias.

O presidente do Crea-PR, engenheiro civil Ricardo Rocha, iniciou falando que “após esse encontro, a intenção é poder falar em breve das parcerias celebradas”. Ele apresentou diversos produtos do Crea-PR que têm relação com as Instituições de Ensino (IEs).

O Prêmio Melhores TCCs, que valoriza estudantes e orientadores, o qual tem diversos trabalhos premiados de formandos da Mater Dei. Esses trabalhos premiados são contemplados com uma edição especial da Revista Técnico-Cientifica do Crea-PR, classificada pela Capes, que tem hoje soma mais de 920 mil acessos em suas 25 edições. O Programa CreaJr-PR, para os acadêmicos das áreas das Engenharias, Agronomia e Geociências, que cria muitas oportunidades aos estudantes neste importante período para grandes decisões de vida e de carreira.

O presidente lembrou ainda das mais de 200 horas de cursos gratuitos on-line que o Crea disponibiliza. Os temas dos cursos estão entre soft skills e atualização profissional específica, com conteúdos introdutórios e também mais aprofundados. A plataforma de cursos on-line faz parte do Programa de Aperfeiçoamento Profissional, focado nos jovens profissionais. Os cursos podem ser utilizados para compor atividades acadêmicas complementares, pois muitas Instituições já validaram esse conteúdo para seus alunos. “Existe também a possibilidade de criar um curso por demanda, que pode ser ofertado a distância sem custo algum. Os acadêmicos registrados no Programa CreaJr podem passar a fazer parte das atividades do Programa, além de acessar todos esses cursos disponíveis”, diz.

Na área restrita do sistema do Conselho, acessível às IEs e coordenadores de cursos, existem muitas importantes informações disponíveis, como todos os dados dos egressos, “que são dados essenciais especialmente neste momento que está se discutindo as Propostas Pedagógicas Curriculares (PPCs) e as mudanças conforme as novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs)”. Com esse acesso é possível verificar o total de egressos da IE registrados no Crea-PR, por município, título profissional e Regional, percentual de egressos de IEs que solicitam registro junto ao Crea-PR em até dois anos após a colação de grau, dados de Anotações de Responsabilidade Técnica recolhidas pelos egressos, ex-alunos associados às Entidades de Classe, entre outras informações.

“Então, diante de todas essas oportunidades, temos que pensar no que é possível realizar em parceria entre o Crea-PR e a Mater Dei, que favoreça os acadêmicos, profissionais e a sociedade”, finaliza Ricardo Rocha.

Representantes da Faculdade Mater Dei, diretora gera Ivone Guerra e o coordenador do curso de Engenharia Civil, professor Vitor Guerra.

A diretora Ivone Guerra demonstrou interesse no que foi apresentado pelo Crea-PR. “Agradeço pela apresentação de vocês e fiquei muito interessada nesses dados dos egressos, que podem nos embasar para muitas ações futuras”, diz. O engenheiro civil professor Vitor Guerra, fala que “hoje como conselheiro do Crea-PR e membro da Comissão de Educação e Atribuição Profissional (CEAP), estou mais inteirado a todas as ações do Conselho, e estamos debatendo muitas questões, como os cursos a distância e adaptação às novas DCNs, que devem estar implantadas pelas IEs até 2023. O Crea será responsável por validar as atribuições dos profissionais formados nesses novos modelos, um desafio”. Ele conta que “o curso de Engenharia existe na Mater Dei há 9 anos, formamos mais de 160 engenheiros que hoje atuam no mercado de trabalho na região, em todo o Paraná e outros estados, de quem temos muito orgulho”.

A engenheira civil Ligia Eleodora Francovig Rachid, coordenadora da CEAP, agradeceu a contribuição do professor Vitor e dos demais na Comissão. “Com bastante trabalho e debate vamos solucionar tudo isso”, diz.

A diretora Ivone comenta também sobre a diferença na cidade de Pato Branco depois da implantação desses cursos, “é muito bom enxergar que a cidade se desenvolve com as nossas iniciativas e seguimos com este trabalho para poder cada vez mais contribuir assim, formando esses profissionais”. A faculdade é um sonho concretizado que nasceu na escola, que tem mais de 50 anos. “Ficamos muito felizes de ver esse crescimento, pois o diferencial da educação é um resultado eterno, e agradeço por cada ação que vocês fazem em prol da educação, em prol de Pato Branco”, declara.

Para o engenheiro Vitor, “é muito importante a inserção do Conselho nas IEs, ele deve fazer parte da formação, pois estar integrado ao Conselho é conhecer como a sua profissão funciona. Eu sou também incentivador do Programa CreaJr de forma bastante ativa para meus alunos”.

Vice-presidente do Crea-PR Clodomir Luiz Ascari

O vice-presidente do Crea-PR, engenheiro agrônomo Clodomir Luiz Ascari, afirma: “sabemos da ética, da qualidade, de toda a dedicação da Mater Dei, uma Instituição de qualidade, que carrega um respeito muito grande por parte da sociedade e dos profissionais de todo o estado. E a comunidade ganha muito com isso, temos muitos exemplos na cidade de Pato Branco de projetos realizados em parceria com a Mater Dei para o seu desenvolvimento da cidade e em benefício de toda a sociedade. O desafio que temos é persistir nessa parceria”, afirma.

Outros participantes da reunião também se manifestaram positivamente, falando de sua percepção ou experiência com relação à Faculdade Mater Dei.

Finalizando, o presidente Ricardo parabenizou “o belo projeto de educação da Mater Dei, a preocupação com a formação séria, mas principalmente os valores passados aos alunos, isso é fundamental para formação de profissionais éticos. O Crea-PR está a sua disposição para parcerias para seguir nesse projeto da boa formação desses alunos”. Ivone Guerra afirma que “acima de qualquer coisa nossa família tem uma vida dedicada à educação e a Faculdade Mater Dei faz a história da educação em nossa cidade”.

Além dos já citados, participaram também da reunião o diretor do Crea-PR, professor na Mater Dei, engenheiro civil Rafael Fontes Moretto; o conselheiro do Crea-PR, coordenador do curso de Agronomia da Mater Dei, engenheiro agrônomo Vicente Lucio Michaliszyn; o coordenador do curso de Engenharia de Produção, Robson Luiz Montanari, o coordenador-adjunto do Colégio de Instituições de Ensino, Flavio Szekut (UNISEP); o coordenador do Colégio de Entidades de Classe Regional (CDER), Dirceu Antônio Schnem; o coordenador-adjunto do CDER, Vinícius Perin; o presidente da AREA-PB, Sergio Masutti; o presidente AEA-PB, Edson Silveira; o inspetor da Câmara Especializada de Engenharia Civil da Regional Pato Branco, Álvaro Scariot Junior; e o assessor de Gestão de Políticas Públicas do Crea-PR, engenheiro civil Samir Jorge.


Comentários

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Comentários com palavras de baixo calão ou que difamem a imagem do Conselho não serão aceitos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *